Atalho: 5RC9ZCK
Gostou do artigo? Compartilhe!

Doação de sangue: conheça os pré-requisitos básicos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Hemominas é a primeira instituição do país a investir na Formação do Doador do Futuro. Este investimento busca um doador com perfil diferenciado, preocupado com a sua própria saúde1 e a de seu semelhante, co-responsável pela manutenção do estoque de sangue2 necessário à comunidade na qual está inserido.

Para doar sangue2 uma pessoa deve ter e estar com boa saúde1, não ter tido hepatite3 após os 10 anos de idade, ter idade entre 18 e 64 anos, pesar acima de 50 Kg, dormir bem na noite anterior a doação, não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis, não estar gripado, resfriado, com febre4 ou diarréia5, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ser usuário de drogas, não apresentar ferimento ainda não cicatrizado e não estar grávida ou em período de amamentação6. Após o parto normal, é necessário aguardar 3 meses e, após cesárea, 6 meses para doação de sangue2. O doador também não deve ter sido submetido a exame de endoscopia7 ou broncoscopia8 nos últimos 12 meses ou ter feito tatuagem nos últimos 12 meses.

Não doe sangue2 em jejum. Pela manhã, alimente-se. À tarde, dê um intervalo de 3 horas após o almoço. O tratamento dentário impede a doação por um período de 1 a 30 dias, conforme o caso. O prazo mínimo entre uma doação de sangue2 total e outra é de 60 dias para os homens e de 90 dias para mulheres. Para doadores com idade entre 60 e 64 anos, o intervalo é de 6 meses. A menstruação9 e o uso de pílulas anticoncepcionais não impedem a doação.

Outras condições, que também poderão impedir a doação, serão avaliadas na triagem antes da doação. Haverá uma entrevista com um médico, que fará algumas perguntas de caráter pessoal e íntimo. As informações prestadas serão mantidas em rigoroso sigilo. A entrevista inicial é importante pois existem condições, como sorologia positiva para HIV10, que podem ser transmitidas pelo sangue2 e que, às vezes, não podem ser totalmente evitadas com a realização dos testes sorológicos, já que existe um período no qual as infecções11 nem sempre são detectadas nos exames.

É necessário apresentar, no ato da doação, documento original de identidade com foto, emitido por órgão oficial – Carteira de Identidade, de Trabalho, Profissional, Conselho de Classe ou Certificado de Reservista.

Fonte: Fundação Hemominas

Equipe Médica Centralx12

NEWS.MED.BR, 2005. Doação de sangue: conheça os pré-requisitos básicos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/890/doacao-de-sangue-conheca-os-pre-requisitos-basicos.htm>. Acesso em: 19 set. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
3 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
4 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
5 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
6 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
7 Endoscopia: Método no qual se visualiza o interior de órgãos e cavidades corporais por meio de um instrumento óptico iluminado.
8 Broncoscopia: Método de diagnóstico que permite observar através dos brônquios utilizando um dispositivo óptico (fibroendoscópio), obter biópsias e realizar culturas de secreções.
9 Menstruação: Sangramento cíclico através da vagina, que é produzido após um ciclo ovulatório normal e que corresponde à perda da camada mais superficial do endométrio uterino.
10 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
11 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
12 Centralx: Empresa fornecedora de produtos e serviços na área de medicina. Fundada em 1989 a Centralx é líder no mercado de softwares e sistemas de informação médicos no Brasil.
Gostou do artigo? Compartilhe!