Atalho: 5RC9ZM7
Gostou do artigo? Compartilhe!

Pesquisa revela propriedades anti-tumorais do abacaxi

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Cientistas do Queensland Institute of Medical Research (QIMR) descobrem, em estudos laboratoriais, duas moléculas com atividade anti-tumoral existentes no abacaxi . Trata-se de duas moléculas de bromelina. Uma das moléculas, a CCS, bloqueia uma proteína conhecida como Ras, a qual é um oncogene, ou seja, participa da síntese de células1 tumorais de diversos tumores como os de pulmão2, cólon3, pâncreas4 e as leucemias. A outra molécula, chamada CCZ, estimula o sistema imune5 do organismo a destruir células1 tumorais. Estas moléculas podem permitir a produção de novos medicamentos contra o câncer6.

Tracey Mynott (pesquisadora do QIMR) e colaboradores descobriram essas moléculas enquanto investigavam as propriedades da bromelina, enzima7 presente no abacaxi que tem a capacidade de dissolver proteínas8. Com isto, é capaz de amacear carnes vermelhas e aves, clarear cervejas e tingir tecidos de couro. Eles descobriram que a bromelina também possui propriedades farmacológicas. Pode ativar células1 imunes específicas e, simultaneamente, bloquear a função imune de outras células1.

A pesquisadora acredita que diferentes componentes desta mistura podem ser responsáveis pelos efeitos biológicos da bromelina. "Procurando por estes componentes nós descobrimos as proteínas8 CCS e CCZ, que podem bloquear o crescimento de uma variedade de células1 tumorais incluindo células1 da mama9, pulmão2, cólon3, ovário10 e pele", diz Tracey Wynott.

De acordo com o National Cancer6 Institute, o câncer6 ultrapassou as doenças cardíacas como causa de morte nos Estados Unidos. A incidência11 cresce com a idade, com aproximadamente 80% dos cânceres ocorrendo em pessoas com mais de 55 anos. A principal limitação das terapias contra câncer6 é que não são específicas e podem atingir tanto células1 tumorais quanto células1 sadias.Tratamentos futuros devem ser mais específicos e seletivos para células1 tumorais.

Uma característica interessante da CCS e da CCZ é que elas são proteases. As proteases quebram proteínas8, são enzimas degradativas, como no processo de digestão12. Outras pesquisas sobre proteases focaram no seu potencial de causar danos. CCS e CCZ são os primeiros exemplos de proteases que mostraram sinais13 de transdução celular e têm atividades imunomoduladoras específicas.

Estas proteases representam uma maneira totalmente nova de tratar doenças e, possivelmente, uma nova classe de medicamentos anti-câncer6. Produtos com mecanismos novos de ação são grandes descobertas no tratamento e na prevenção de doenças.

QIMR está aguardando incentivos financeiros do National Health and Medical Research Council para estudos adicionais sobre a CCS e a CCZ e o desenvolvimento de novos medicamentos. A intenção é dar continuidade a um projeto de pesquisas de dois anos. Se todos os objetivos da pesquisa forem demonstrados, CCS e CCZ vão atrair investimentos futuros da indústria farmacêutica e rapidamente participar de clinical trials em humanos.

Fonte: Queensland Institute of Medical Research

NEWS.MED.BR, 2005. Pesquisa revela propriedades anti-tumorais do abacaxi. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/888/pesquisa-revela-propriedades-anti-tumorais-do-abacaxi.htm>. Acesso em: 16 out. 2019.

Complementos

1 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
2 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
3 Cólon:
4 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
5 Sistema imune: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
6 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
7 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
8 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
9 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
10 Ovário: É um órgão par comparável com aproximadamente 3cm de comprimento, 2cm de largura e 1,5cm de espessura. Ele está preso ao útero e à cavidade pelvina por meio de ligamentos. Na puberdade, os ovários começam a secretar os hormônios sexuais, estrógeno e progesterona. As células dos folículos maduros secretam estrógeno, enquanto o corpo lúteo produz grandes quantidades de progesterona e pouco estrógeno.
11 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
12 Digestão: Dá-se este nome a todo o conjunto de processos enzimáticos, motores e de transporte através dos quais os alimentos são degradados a compostos mais simples para permitir sua melhor absorção.
13 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
Gostou do artigo? Compartilhe!