Gostou do artigo? Compartilhe!

Encefalite associada ao vírus Chikungunya

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Um estudo de coorte1 em La Réunion Island, um departamento ultramarino francês no oceano Índico, localizado a leste de Madagascar, estimou a taxa de incidência2 cumulativa (TIC) do vírus3 Chikungunya (CHIKV) associada à doença do sistema nervoso central4 (doença do SNC5), durante o surto deste vírus3 em La Réunion, e avaliou o ônus da doença e os resultados para os pacientes depois de três anos.

A doença do SNC5 associada ao CHIKV foi caracterizada retrospectivamente em uma coorte6 de pacientes com CHIKV positivo por RT-PCR7 (reação da transcriptase reversa, seguida de reação em cadeia da polimerase) ou por anticorpos8 anti-CHIKV (imunoglobulina9 M) no líquor10 ​​e preenchendo os critérios de encefalite11 do International Encephalitis Consortium para encefalite11 ou encefalopatia12. Sequelas13 neurológicas foram avaliadas após três anos.

Entre setembro de 2005 e junho de 2006, 57 pacientes foram diagnosticados com doença do SNC5 associada ao CHIKV, incluindo 24 com encefalite11 associada ao CHIKV, estes últimos correspondendo a uma taxa de incidência2 cumulativa (TIC) de 8,6 por 100.000 pessoas. Pacientes com encefalite11 foram observados em ambos os extremos de categorias de idade. A TIC por 100.000 pessoas foi de 187 e 37 em pacientes com menos de um ano e com mais de 65 anos, respectivamente, ambos muito superiores aos de causas acumuladas de encefalite11 nos Estados Unidos nestas categorias etárias. A taxa de letalidade de encefalite11 associada ao CHIKV foi de 16,6% e a proporção de crianças que recebeu alta com deficiência permanente foi estimada entre 30% e 45%. Para além do período neonatal, a apresentação clínica e os resultados foram menos graves em crianças do que em adultos.

As conclusões mostram que neste contexto de um grande surto, o CHIKV é uma causa significativa de doença do SNC5. Tal como acontece com outras etiologias, a distribuição por idade da encefalite11 associada ao CHIKV segue uma curva parabólica em forma de U.

Fonte: Neurology, publicação online, de 25 de novembro de 2015

 

NEWS.MED.BR, 2015. Encefalite associada ao vírus Chikungunya. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/812599/encefalite-associada-ao-virus-chikungunya.htm>. Acesso em: 22 ago. 2019.

Complementos

1 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
2 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
3 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
4 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
5 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
6 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
7 PCR: Reação em cadeia da polimerase (em inglês Polymerase Chain Reaction - PCR) é um método de amplificação de DNA (ácido desoxirribonucleico).
8 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
9 Imunoglobulina: Proteína do soro sanguíneo, sintetizada pelos plasmócitos provenientes dos linfócitos B como reação à entrada de uma substância estranha (antígeno) no organismo; anticorpo.
10 Líquor: Líquido cefalorraquidiano (LCR), também conhecido como líquor ou fluido cérebro espinhal, é definido como um fluido corporal estéril, incolor, encontrado no espaço subaracnoideo no cérebro e na medula espinhal (entre as meninges aracnoide e pia-máter). Caracteriza-se por ser uma solução salina pura, com baixo teor de proteínas e células, atuando como um amortecedor para o córtex cerebral e a medula espinhal. Possui também a função de fornecer nutrientes para o tecido nervoso e remover resíduos metabólicos do mesmo. É sintetizado pelos plexos coroidais, epitélio ventricular e espaço subaracnoideo em uma taxa de aproximadamente 20 mL/hora. Em recém-nascidos, este líquido é encontrado em um volume que varia entre 10 a 60 mL, enquanto que no adulto fica entre 100 a 150 mL.
11 Encefalite: Inflamação do tecido encefálico produzida por uma infecção viral, bacteriana ou micótica (fungos).
12 Encefalopatia: Qualquer patologia do encéfalo. O encéfalo é um conjunto que engloba o tronco cerebral, o cerebelo e o cérebro.
13 Sequelas: 1. Na medicina, é a anomalia consequente a uma moléstia, da qual deriva direta ou indiretamente. 2. Ato ou efeito de seguir. 3. Grupo de pessoas que seguem o interesse de alguém; bando. 4. Efeito de uma causa; consequência, resultado. 5. Ato ou efeito de dar seguimento a algo que foi iniciado; sequência, continuação. 6. Sequência ou cadeia de fatos, coisas, objetos; série, sucessão. 7. Possibilidade de acompanhar a coisa onerada nas mãos de qualquer detentor e exercer sobre ela as prerrogativas de seu direito.
Gostou do artigo? Compartilhe!