Gostou do artigo? Compartilhe!

Idarucizumab: possível antídoto para hemorragia causada pelo uso de Pradaxa

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O novo anticoagulante1 Pradaxa (dabigatran) está sendo amplamente utilizado, mas ele pode causar casos raros de hemorragia2 súbita não controlada em alguns pacientes.

Pesquisadores descobriram que um medicamento experimental, injetável, chamado idarucizumab, pode ser usado para reverter completamente o efeito anticoagulante1 (sangramento) do dabigatran em poucos minutos. Este estudo teve publicação online no The New England Journal of Medicine (NEJM).

Nos últimos anos, a nova geração de anticoagulantes3, como o Pradaxa, foi aprovada como alternativa mais gerenciável do que as medicações mais antigas, como a varfarina. Ao contrário da varfarina, essas drogas não necessitam de análises sanguíneas para monitorização e oferecem resultados semelhantes em termos de eficácia.

No entanto, o problema desta nova classe de anticoagulantes3 tem sido a falta de um antídoto4 para reversão rápida da hemorragia2, particularmente da hemorragia2 com risco de vida, que pode ser um dos efeitos colaterais5 de seu uso. Assim, a procura dos pesquisadores tem sido por um antídoto4 que possa ser usado quando esta ameaça rara surgir.

Um novo estudo internacional, realizado por uma equipe liderada pelo Dr. Charles Pollack Jr., da Universidade Thomas Jefferson, na Filadélfia, rastreou os resultados obtidos com 90 pacientes. Esses pacientes, normalmente pessoas que necessitaram de cirurgias de emergência6 ou que sofreram trauma agudo7, foram tratados com idarucizumab depois de terem apresentado hemorragia2 descontrolada subsequente ao uso de Pradaxa.

De acordo com o estudo, a hemorragia2 era revertida com o idarucizumab em 100% dos casos e o efeito era evidente dentro de minutos. Os testes de laboratório, realizados durante as 12 horas após o uso de idarucizumab, mostravam que os níveis de coagulação8 do sangue9 voltaram ao normal em cerca de 90% dos pacientes.

O estudo, financiado pelo fabricante de medicamentos Boehringer Ingelheim, foi escalado para apresentação no Congresso da Sociedade Internacional de Trombose10 e Hemostasia11, de 2015, em Toronto.

Fonte: NEJM, publicação online, de 22 de junho de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. Idarucizumab: possível antídoto para hemorragia causada pelo uso de Pradaxa. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/793207/idarucizumab-possivel-antidoto-para-hemorragia-causada-pelo-uso-de-pradaxa.htm>. Acesso em: 14 out. 2019.

Complementos

1 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
2 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
3 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
4 Antídoto: Substância ou mistura que neutraliza os efeitos de um veneno. Esta ação pode reagir diretamente com o veneno ou amenizar/reverter a ação biológica causada por ele.
5 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
6 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
7 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
8 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
9 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
10 Trombose: Formação de trombos no interior de um vaso sanguíneo. Pode ser venosa ou arterial e produz diferentes sintomas segundo os territórios afetados. A trombose de uma artéria coronariana pode produzir um infarto do miocárdio.
11 Hemostasia: Ação ou efeito de estancar uma hemorragia; mesmo que hemóstase.
Gostou do artigo? Compartilhe!