Gostou do artigo? Compartilhe!

Antieméticos para vômitos pós-cirúrgicos: revisão publicada pelo BMC Medicine

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os antagonistas dos receptores de serotonina (5-HT3) são comumente usados para diminuir a náusea1 e os vômitos2 em doentes cirúrgicos. Foi realizada uma revisão sistemática sobre a eficácia comparativa dos antagonistas dos receptores de serotonina, sendo incluídos no estudo alguns 5-HT3 de primeira geração, como o ondasetron e o granisetron, e alguns 5-HT3 de segunda geração como o palonosetron.

Buscas foram feitas no MEDLINE, Embase e Cochrane Central Register of Controlled Trials para identificar estudos comparando o uso de 5-HT3 entre si, com placebo3 e/ou combinado a outros agentes antieméticos4 para pacientes5 submetidos a procedimentos cirúrgicos.

No geral, 450 estudos e 80.410 pacientes foram incluídos após a exibição de 7.608 citações e 1.014 artigos com texto completo. Significativamente menos doentes tiveram náuseas6 com qualquer medicação usada em relação ao placebo3, com exceção de ondansetron com metoclopramida em uma meta-análise de rede (NMA) incluindo 195 ensaios clínicos7 randomizados (RCTs) e 24.230 pacientes. Significativamente menos doentes tiveram vômitos2 com qualquer medicação em relação ao placebo3, exceto pelo palonosetron mais dexametasona em uma NMA incluindo 238 RCTs e 12.781 pacientes. Todos os agentes resultaram em um número significativamente menor de pacientes com náuseas6 e vômitos2 no pós-operatório versus placebo3 em uma NMA incluindo 125 RCTs e 16.667 pacientes.

Concluiu-se que o granisetron mais dexametasona foi a combinação de antieméticos4 mais eficaz, na maioria dos casos, com o número necessário para tratar variando de dois a nove.

Fonte: BMC Medicine, de 18 de junho de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. Antieméticos para vômitos pós-cirúrgicos: revisão publicada pelo BMC Medicine. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/793007/antiemeticos-para-vomitos-pos-cirurgicos-revisao-publicada-pelo-bmc-medicine.htm>. Acesso em: 29 out. 2020.

Complementos

1 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
2 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
3 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
4 Antieméticos: Substância que evita o vômito.
5 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
6 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
7 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
Gostou do artigo? Compartilhe!