Gostou do artigo? Compartilhe!

Estresse psicológico aumenta risco de úlcera péptica, independentemente do Helicobacter pylori ou do uso de anti-inflamatórios

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Há controvérsias sobre a questão de o estresse psicológico contribuir para o desenvolvimento de úlceras1 pépticas. Um estudo prospectivo2, divulgado no periódico Clinical Gastroenterology and Hepatology, coletou dados sobre as características do estresse e de fatores de risco para úlcera péptica3 em uma população dinamarquesa, comparando-os com os dados sobre úlceras1 confirmadas no período de onze a doze anos após o início do acompanhamento.

Foram coletadas amostras de sangue4 e dados sobre aspectos psicológicos, sociais, comportamentais e clínicos, em 1982-1983, a partir de uma coorte5 de base populacional incluindo 3.379 adultos dinamarqueses, sem história de úlcera6, participando do estudo MONICA da Organização Mundial de Saúde7. A escala de índice de estresse (0 a 10 pontos) foi utilizada para medir o estresse com base em fatores concretos de estresse na vida e de sofrimento percebido. Sobrevivendo, os participantes elegíveis foram entrevistados novamente em 1987-1988 (n=2.809) e em 1993-1994 (n=2.410). A úlcera6 foi diagnosticada apenas para pacientes8 com uma violação distinta na mucosa9. Todos os diagnósticos foram confirmados pela revisão dos relatórios radiológicos e endoscópicos. Foram detectados casos adicionais de úlcera6 em uma busca de todos os 3.379 indivíduos no registro Danish National Patient Register.

Setenta e seis indivíduos foram diagnosticados com úlcera6. Com base na escala de índice de estresse, a incidência10 de úlcera6 foi significativamente maior entre indivíduos do tercil mais alto de escores de estresse (3,5%) do que os do tercil baixo (1,6%). O risco para a úlcera6 relacionada ao estresse foi semelhante entre os indivíduos que tinham a bactéria11 H. pylori, aqueles que eram H. pylori negativos e aqueles não expostos ao H. pylori ou a medicamentos anti-inflamatórios não esteroides. Na análise multivariada, estresse, nível socioeconômico, tabagismo, infecção12 por H. pylori e uso de drogas anti-inflamatórias não esteroides foram fatores de risco independentes para úlcera6.

Neste estudo, o estresse psicológico aumentou a incidência10 de úlcera péptica3, em parte, influenciando comportamentos de risco à saúde7. O estresse teve efeitos semelhantes sobre úlceras1 associadas com a infecção12 por H. pylori e aqueles alheios a qualquer H. pylori ou uso de drogas anti-inflamatórias não esteroides.

Fonte: Clinical Gastroenterology and Hepatology, volume 13, número 3, de março de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. Estresse psicológico aumenta risco de úlcera péptica, independentemente do Helicobacter pylori ou do uso de anti-inflamatórios. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/757957/estresse-psicologico-aumenta-risco-de-ulcera-peptica-independentemente-do-helicobacter-pylori-ou-do-uso-de-anti-inflamatorios.htm>. Acesso em: 9 dez. 2019.

Complementos

1 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
2 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
3 Úlcera péptica: Lesão na mucosa do esôfago, estômago ou duodeno. Também chamada de úlcera gástrica ou duodenal. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100% dos casos. Os principais sintomas são: dor, má digestão, enjôo, queimação (azia), sensação de estômago vazio.
4 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
5 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
6 Úlcera: Ferida superficial em tecido cutâneo ou mucoso que pode ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
8 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
9 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
10 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
11 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
12 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
Gostou do artigo? Compartilhe!