Atalho: 5JZD15P
Gostou do artigo? Compartilhe!

Proteína ligada à artrite reumatoide melhora Alzheimer em ratos de laboratório, segundo pesquisadores americanos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Uma equipe de pesquisadores americanos relatou que uma proteína produzida pelo sistema imunológico1 de pessoas com artrite reumatoide2 pode reverter as alterações cognitivas em camundongos com alguns sintomas3 de Alzheimer4.

A GM-CSF, uma das substâncias produzidas pelo sistema imunológico1 em pessoas com artrite reumatoide2, é efetiva para remover uma outra proteína em ratos, a proteína amiloide – principal alvo do tratamento da demência5.  A equipe acredita que a GM-CSF estimula células6 no organismo que quebram a proteína amiloide. O tratamento melhorou a capacidade cognitiva7 de ratos de laboratório.

Os pesquisadores trataram com a proteína GM-CSF um grupo de ratos geneticamente alterados para mimetizar sintomas3 de Alzheimer4 e um segundo grupo de ratos da mesma idade e não alterados geneticamente. Os dois grupos foram separados novamente. Um deles recebeu a proteína GM-CSF e o outro recebeu placebo8.

No vigésimo dia de tratamento, os ratos com Alzheimer4 tratados com a proteína apresentaram  melhorias nos resultados de testes de memorização e aprendizado, com resultados semelhantes àqueles encontrados em ratos “normais”. O grupo que recebeu placebo8 continuou a apresentar resultados ruins nos testes.

O Dr. Simon Ridley, coordenador de pesquisa da fundação britânica Alzheimer4's Research Trust, disse que os resultados positivos em ratos podem ser um primeiro passo importante para qualquer novo tratamento, e um incentivo à equipe na programação de novas pesquisas com seres humanos.

Até que sejam feitas triagens clínicas com seres humanos, os pesquisadores não sabem se esta proteína pode ajudar pessoas com Alzheimer4. Uma versão sintética, a leukine, já é usada em tratamentos contra o câncer9.

Fonte: Alzheimer’s Research Trust

NEWS.MED.BR, 2010. Proteína ligada à artrite reumatoide melhora Alzheimer em ratos de laboratório, segundo pesquisadores americanos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/69408/proteina-ligada-a-artrite-reumatoide-melhora-alzheimer-em-ratos-de-laboratorio-segundo-pesquisadores-americanos.htm>. Acesso em: 10 abr. 2021.

Complementos

1 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
2 Artrite reumatóide: Doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada por poliartrite periférica, simétrica, que leva à deformidade e à destruição das articulações por erosão do osso e cartilagem. Afeta mulheres duas vezes mais do que os homens e sua incidência aumenta com a idade. Em geral, acomete grandes e pequenas articulações em associação com manifestações sistêmicas como rigidez matinal, fadiga e perda de peso. Quando envolve outros órgãos, a morbidade e a gravidade da doença são maiores, podendo diminuir a expectativa de vida em cinco a dez anos.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Alzheimer: Doença degenerativa crônica que produz uma deterioração insidiosa e progressiva das funções intelectuais superiores. É uma das causas mais freqüentes de demência. Geralmente começa a partir dos 50 anos de idade e tem incidência similar entre homens e mulheres.
5 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
6 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
7 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
8 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
9 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
Gostou do artigo? Compartilhe!

Complementos

24/08/2010 - Complemento feito por marcos
Re: Proteína ligada à artrite reumatoide melhora Alzheimer em ratos de laboratório, segundo pesquisadores americanos
O artigo, cita ARTRITE REUMATÓIDE, que é uma patologia auto imune, ou seja, nossas próprias células de defesa, que em conjunto chamamos de sistema imune, que podem ser células que realmente atacam o agente causador do dano tecidual ou células que sintetizam anticorpos para o combate aos mecanismos de agressão aos nossos tecidos.
Mas no caso da ARTRITE REUMATÓIDE, o sistema imune, não reconhece as células que constituem as articulações, como sendo integrantes de nosso corpo, e acaba por desencadear uma série de eventos que são mediados pelo sistema imune,acarretando uma resposta inflamatória exarcebada, que se não for tratada adequadamente pode causar lesões severas às articulações.
Portanto, mesmo que haja uma proteína que pode ser útil na melhora de uma doença degenerativa do sistema nervoso central, deve-se ficar atento também para a ARTRITE REUMATÓIDE, que é uma patologia que pode causar limitações ao paciente.

  • Entrar
  • Receber conteúdos