Gostou do artigo? Compartilhe!

Triagem com níveis glicêmicos em hipertensos pode ser importante para a prevenção do diabetes mellitus, publicado pelo Preventing Chronic Disease

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Muitos adultos norte-americanos têm várias doenças crônicas. A hipertensão arterial1 e o diabetes mellitus2 fazem parte das associações de doenças crônicas mais comuns. A prevalência3 de diabetes4 e pré-diabetes5 está aumentando e ambas as condições afetam negativamente a saúde6 cardiovascular. O diagnóstico7 e o tratamento precoces de diabetes4 e pré-diabetes5 pode beneficiar as pessoas com hipertensão arterial1, prevenindo complicações cardiovasculares.

Foram analisados dados de 2011 do Minnesota Behavioral Risk Factor Surveillance System para descrever a proporção de adultos com hipertensão8 rastreados para o diabetes4 de acordo com as recomendações do US Preventive Services Task Force Recommendations para testes de glicose9 no sangue10.

Dos adultos de Minnesota envolvidos no estudo e que auto-relataram hipertensão arterial1, 19,6% tiveram o diagnóstico7 de diabetes4 e 10,7% tiveram o diagnóstico7 de pré-diabetes5. Quase um terço dos adultos com hipertensão8 sem diabetes4 não tinham recebido a triagem de glicose9 no sangue10 nos últimos três anos. Fatores associados a maiores chances de não ser rastreado em modelos multivariados incluíram não estar na faixa etária entre 18 e 44 anos, não ser obeso, com efeitos mais fortes para os índices de massa corporais normais, não ter check-up nos últimos dois anos, ter hipertensão8 tratada com medicação e não ter diploma universitário. Excluir os respondentes com pré-diabetes5 ou aqueles que não recebiam um check-up não alterou os resultados da pesquisa.

As conclusões mostram que a falta de triagem e a incapacidade de compreender a importância da triagem com medição dos níveis glicêmicos entre os indivíduos com hipertensão8 arterial pode significar a perda de oportunidade para a detecção precoce, o manejo clínico e a prevenção de diabetes mellitus2.

Fonte: Preventing Chronic Disease, volume 11, de 26 de novembro de 2014

NEWS.MED.BR, 2014. Triagem com níveis glicêmicos em hipertensos pode ser importante para a prevenção do diabetes mellitus, publicado pelo Preventing Chronic Disease. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/587532/triagem-com-niveis-glicemicos-em-hipertensos-pode-ser-importante-para-a-prevencao-do-diabetes-mellitus-publicado-pelo-preventing-chronic-disease.htm>. Acesso em: 13 dez. 2018.

Complementos

1 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
2 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
3 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 Pré-diabetes: Condição em que um teste de glicose, feito após 8 a 12 horas de jejum, mostra um nível de glicose mais alto que o normal mas não tão alto para um diagnóstico de diabetes. A medida está entre 100 mg/dL e 125 mg/dL. A maioria das pessoas com pré-diabetes têm um risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2.
6 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
7 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
8 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
9 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
10 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
Gostou do artigo? Compartilhe!