Gostou do artigo? Compartilhe!

Apneia obstrutiva do sono em adultos: nova diretriz de prática clínica do American College of Physicians

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O American College of Physicians (ACP) desenvolveu esta diretriz para apresentar as provas e fornecer as recomendações clínicas sobre a gestão da apneia obstrutiva do sono1 (SAOS) em adultos.

Esta orientação é baseada na literatura, publicada de 1966 a setembro de 2010, que foi identificada nas bases de dados MEDLINE, Cochrane Central Register of Controlled Trials e no Cochrane Database of Systematic Reviews. Uma pesquisa suplementar no MEDLINE identificou artigos adicionais até outubro de 2012. As buscas foram limitadas a publicações em língua2 inglesa. Os desfechos clínicos avaliados por esta diretriz incluíram doença cardiovascular (como insuficiência cardíaca3, hipertensão4, acidente vascular cerebral5 e infarto do miocárdio6), diabetes tipo 27, morte, medidas de estudo do sono (como a apneia8 e hipopneia), medidas do status cardiovascular (como pressão arterial9 sanguínea), medidas do status de diabetes10 (tais como os níveis de hemoglobina11 A1c12) e qualidade de vida. Esta diretriz avaliou as evidências e recomendações utilizando o sistema de classificação das práticas clínicas do ACP.

As principais recomendações são:

  • Recomendação 1: O ACP recomenda que todos os pacientes com sobrepeso13 e obesos diagnosticados com apneia obstrutiva do sono1 (SAOS) sejam encorajados a perder peso. (Grau: recomendação forte; evidências de baixa qualidade).
  • Recomendação 2: O ACP recomenda o tratamento com pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP) como terapia inicial para pacientes14 diagnosticados com SAOS. (Grau: recomendação forte; evidências de qualidade moderada).
  • Recomendação 3: O ACP recomenda dispositivos intraorais de avanço mandibular como uma terapia alternativa para o tratamento com pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP) para os pacientes diagnosticados com SAOS que preferem os dispositivos mandibulares ou para aqueles com efeitos adversos associados ao tratamento com CPAP. (Grau: recomendação fraca; evidências de baixa qualidade).

Fonte: Annals of Internal Medicine, publicação online, de 24 de setembro de 2013

NEWS.MED.BR, 2013. Apneia obstrutiva do sono em adultos: nova diretriz de prática clínica do American College of Physicians. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/500539/apneia-obstrutiva-do-sono-em-adultos-nova-diretriz-de-pratica-clinica-do-american-college-of-physicians.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.

Complementos

1 Apnéia obstrutiva do sono: Pausas na respiração durante o sono.
2 Língua:
3 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
4 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
5 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
6 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
7 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
8 Apnéia: É uma parada respiratória provocada pelo colabamento total das paredes da faringe que ocorre principalmente enquanto a pessoa está dormindo e roncando. No adulto, considera-se apnéia após 10 segundos de parada respiratória. Como a criança tem uma reserva menor, às vezes, depois de dois ou três segundos, o sangue já se empobrece de oxigênio.
9 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
10 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
11 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
12 A1C: O exame da Hemoglobina Glicada (A1C) ou Hemoglobina Glicosilada é um teste laboratorial de grande importância na avaliação do controle do diabetes. Ele mostra o comportamento da glicemia em um período anterior ao teste de 60 a 90 dias, possibilitando verificar se o controle glicêmico foi efetivo neste período. Isso ocorre porque durante os últimos 90 dias a hemoglobina vai incorporando glicose em função da concentração que existe no sangue. Caso as taxas de glicose apresentem níveis elevados no período, haverá um aumento da hemoglobina glicada. O valor de A1C mantido abaixo de 7% promove proteção contra o surgimento e a progressão das complicações microvasculares do diabetes (retinopatia, nefropatia e neuropatia).
13 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
14 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
Gostou do artigo? Compartilhe!