Gostou do artigo? Compartilhe!

Associação entre doenças psiquiátricas e anemia por deficiência de ferro entre crianças e adolescentes: estudo com base populacional publicado no BMC Psychiatry

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Evidências já demonstraram que o ferro é um componente importante no desenvolvimento e no funcionamento cognitivo1, neuromotor e social/emocional, porque o processo de desenvolvimento do sistema nervoso central2 é altamente dependente de enzimas e proteínas3 que contêm ferro. A deficiência de ferro em idades precoces pode aumentar o risco para doenças psiquiátricas.

Utilizando dados do National Health Insurance Database, de 1996 a 2008, crianças e adolescentes com diagnóstico4 de anemia5 por deficiência de ferro (ADF) foram identificadas e comparadas com controles da mesma idade e pareadas por sexo em uma investigação sobre o aumento do risco de transtornos psiquiátricos.

Um total de 2.957 pacientes com anemia5 por deficiência de ferro (ADF) e com um risco aumentado de transtorno depressivo unipolar, transtorno bipolar, transtorno de ansiedade, transtorno do espectro do autismo, déficit de atenção e hiperatividade, transtorno de tiques, atraso no desenvolvimento e retardo mental foi identificado. Um efeito em relação ao sexo foi observado, em que apenas as pacientes do sexo feminino com ADF tiveram um aumento do risco para transtorno bipolar (OR = 5,56, IC 95% = 1,98 ~ 15,70) e transtorno de tiques (OR = 2,95, IC 95% = 1,27 ~ 6,86).

No presente trabalho, observou-se que a deficiência de ferro aumenta o risco de transtornos psiquiátricos, incluindo transtornos do humor, transtorno do espectro do autismo, déficit de atenção e hiperatividade e transtornos de desenvolvimento. Mais estudos são necessários para esclarecer o mecanismo da associação entre a ADF e os transtornos psiquiátricos.

Os principais autores da pesquisa, Mu-Hong Chen e Ya-Mei Bai, do Departamento de Psiquiatria da National Yang-Ming University, de Taipei, em Taiwan, encorajam os pediatras a considerarem a suplementação6 de ferro em crianças como possível fator de proteção contra sequelas7 psiquiátricas e os psiquiatras a investigarem a deficiência de ferro em pacientes pediátricos com transtornos psiquiátricos.

Fonte: BMC Psychiatry, publicação online de 4 de junho de 2013

NEWS.MED.BR, 2013. Associação entre doenças psiquiátricas e anemia por deficiência de ferro entre crianças e adolescentes: estudo com base populacional publicado no BMC Psychiatry. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/361964/associacao-entre-doencas-psiquiatricas-e-anemia-por-deficiencia-de-ferro-entre-criancas-e-adolescentes-estudo-com-base-populacional-publicado-no-bmc-psychiatry.htm>. Acesso em: 14 nov. 2019.

Complementos

1 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
3 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
4 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
5 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
6 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
7 Sequelas: 1. Na medicina, é a anomalia consequente a uma moléstia, da qual deriva direta ou indiretamente. 2. Ato ou efeito de seguir. 3. Grupo de pessoas que seguem o interesse de alguém; bando. 4. Efeito de uma causa; consequência, resultado. 5. Ato ou efeito de dar seguimento a algo que foi iniciado; sequência, continuação. 6. Sequência ou cadeia de fatos, coisas, objetos; série, sucessão. 7. Possibilidade de acompanhar a coisa onerada nas mãos de qualquer detentor e exercer sobre ela as prerrogativas de seu direito.
Gostou do artigo? Compartilhe!