Gostou do artigo? Compartilhe!

Diabetes: liraglutide promoveu maior redução dos níveis de A1C, manutenção da perda de peso e menos hipoglicemia quando comparado à glimepirida em estudo apresentado pela American Diabetes Association

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo realizado por pesquisadores americanos e apresentado na 69° reunião científica da American Diabetes1 Association mostrou a segurança e a eficácia do liraglutide (1,8mg e 1,2mg) comparadas ao uso de glimepirida2 (8 mg).

Noventa por cento dos participantes (440 pessoas) completaram um ano de acompanhamento na pesquisa, enquanto 321 participantes (73%) completaram 2 anos de acompanhamento (idade média de 54 anos, IMC3 33 kg/m², A1C4 8,2%, média de duração do diabetes1 de 3,3 anos). O uso de liraglutide por 2 anos, como monoterapia, reduziu os níveis de A1C4 mais do que o uso de glimepirida2 pelo mesmo período, ou seja, mais participantes alcançaram níveis de A1C4 menores que 7%. A perda de peso com o liraglutide e o ganho de peso com a glimepirida2 foram sustentados. A hipoglicemia5 (<56 mg/dL6) foi 6 vezes menos frequente com o liraglutide comparado à glimepirida2.

As conclusões do estudo mostraram que o uso de liraglutinide por 2 anos promoveu melhorias significativas e sustentáveis no controle glicêmico e na manutenção do peso corporal comparado à glimepirida2, com menos eventos de hipoglicemia5.

Fonte: American Diabetes1 Association

NEWS.MED.BR, 2009. Diabetes: liraglutide promoveu maior redução dos níveis de A1C, manutenção da perda de peso e menos hipoglicemia quando comparado à glimepirida em estudo apresentado pela American Diabetes Association. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/35828/diabetes-liraglutide-promoveu-maior-reducao-dos-niveis-de-a1c-manutencao-da-perda-de-peso-e-menos-hipoglicemia-quando-comparado-a-glimepirida-em-estudo-apresentado-pela-american-diabetes-association.htm>. Acesso em: 23 out. 2019.

Complementos

1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 Glimepirida: Medicamento de uso oral para tratamento do diabetes tipo 2. Estimula a secreção de insulina ligando-se a um receptor específico na célula-beta do pâncreas que determina fechamento dos canais de potássio (K+) dependentes de ATP (adenosinatrifosfato), resultando em despolarização da célula. Pertence à classe das sulfoniluréias.
3 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
4 A1C: O exame da Hemoglobina Glicada (A1C) ou Hemoglobina Glicosilada é um teste laboratorial de grande importância na avaliação do controle do diabetes. Ele mostra o comportamento da glicemia em um período anterior ao teste de 60 a 90 dias, possibilitando verificar se o controle glicêmico foi efetivo neste período. Isso ocorre porque durante os últimos 90 dias a hemoglobina vai incorporando glicose em função da concentração que existe no sangue. Caso as taxas de glicose apresentem níveis elevados no período, haverá um aumento da hemoglobina glicada. O valor de A1C mantido abaixo de 7% promove proteção contra o surgimento e a progressão das complicações microvasculares do diabetes (retinopatia, nefropatia e neuropatia).
5 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
6 Mg/dL: Miligramas por decilitro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
Gostou do artigo? Compartilhe!