Gostou do artigo? Compartilhe!

Enterovírus pode funcionar como gatilho no desenvolvimento de diabetes tipo 1 em crianças, segundo artigo da Diabetologia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Artigo de cientistas britânicos, publicado na revista científica Diabetologia deste mês, mostra que o enterovírus1 pode ser um gatilho para o desenvolvimento de diabetes tipo 12 em crianças geneticamente predispostas a apresentar esta patologia3.

Na pesquisa foram encontrados sinais4 de enterovírus1 (família de vírus5 que causa vômitos6 e diarreia7) nas células8 beta do pâncreas9 - células8 produtoras de insulina10 - em 60% das crianças pesquisadas que tinham diabetes11 do tipo 1. Praticamente não foram encontrados estes sinais4 no grupo controle de crianças que não possuíam a doença.

Em 40% dos adultos pesquisados com diabetes tipo 212, foram encontrados sinais4 de infecção13 pelo vírus5 nas células8 produtoras de insulina10, mostrando que os resultados podem não estar restritos ao tipo 1 da doença.

Os resultados do estudo sugerem que, em crianças com predisposição genética para o diabetes11 do tipo 1, infecções14 por enterovírus1 podem desencadear uma reação imunológica que inicia o desenvolvimento da doença.

Em relação ao diabetes11 de tipo 2, frequentemente associado à obesidade15 em adultos, os estudiosos especulam que a infecção13 possa afetar a habilidade de produção de insulina10 pelas células8 beta do pâncreas9.

Este estudo é uma esperança para o desenvolvimento de uma vacina16 para a prevenção de alguns casos de diabetes11, mas para isto são necessárias novas pesquisas para descobrir quais tipos de enterovírus1 podem servir de gatilho para a doença e como a infecção13 modifica o funcionamento das células8 pancreáticas.


Fonte: Diabetologia de março de 2009

NEWS.MED.BR, 2009. Enterovírus pode funcionar como gatilho no desenvolvimento de diabetes tipo 1 em crianças, segundo artigo da Diabetologia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/30408/enterovirus-pode-funcionar-como-gatilho-no-desenvolvimento-de-diabetes-tipo-1-em-criancas-segundo-artigo-da-diabetologia.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Enterovírus: Grupo de picornavírus, geralmente presentes no intestino, que podem causar doenças respiratórias ou do tecido nervoso como, por exemplo, no homem, a poliomielite e, nos animais, a febre aftosa.
2 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
3 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
4 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
5 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
6 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
7 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
8 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
9 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
10 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
11 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
12 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
13 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
14 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
15 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
16 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
Gostou do artigo? Compartilhe!