Atalho: 5YR1HTK
Gostou do artigo? Compartilhe!

Rugas faciais podem revelar densidade óssea de mulheres na pós-menopausa: apresentado na 93° Reunião Anual da Endocrine Society

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O estudo apresentado na 93° Reunião Anual da Endocrine Society encontrou uma associação inversa estatisticamente significativa entre as rugas da pele1 e a densidade mineral óssea (DMO) em uma população de mulheres na pós-menopausa2, que não estavam fazendo terapia hormonal e não se submeteram a qualquer procedimento cosmético na pele1.

Esta relação nunca foi descrita anteriormente, segundo Lubna Pal, apresentador do estudo, endocrinologista3 e professor adjunto na Yale University School of Medicine em New Haven, Connecticut.

O colágeno4 é comum à arquitetura do esqueleto5 e de partes da pele1. O Dr. Pal explicou que alterações no colágeno4 relacionadas à idade contribuem para alterações na pele1, como rugas e flacidez, e também podem contribuir para a redução da DMO.

Foi realizada uma análise transversal dos dados de 114 mulheres após a menopausa2 precoce (70% eram brancas). Os pesquisadores observaram uma correlação inversa entre o enrugamento da pele1 e a DMO na coluna e na cabeça6 do fêmur7, independente da idade, composição corporal ou outros fatores que influenciam a DMO.

Basicamente, o que os cientistas descobriram foi que quanto maior é o enrugamento da pele1, menor a densidade mineral óssea. Pele1 mais firme do rosto foi associada à maior densidade mineral óssea.

 São necessários novos estudos para confirmar esta hipótese.

Agora os cientistas querem descobrir se a intensidade das rugas na pele1 permite a identificação de mulheres que são mais susceptíveis à fratura8 de um osso, especialmente da cabeça6 do fêmur7 ou do quadril.

Fonte: The Endocrine Society – ENDO 2011

 

NEWS.MED.BR, 2011. Rugas faciais podem revelar densidade óssea de mulheres na pós-menopausa: apresentado na 93° Reunião Anual da Endocrine Society. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/219735/rugas-faciais-podem-revelar-densidade-ossea-de-mulheres-na-pos-menopausa-apresentado-na-93-reuniao-anual-da-endocrine-society.htm>. Acesso em: 23 set. 2019.

Complementos

1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
2 Menopausa: Estado fisiológico caracterizado pela interrupção dos ciclos menstruais normais, acompanhada de alterações hormonais em mulheres após os 45 anos.
3 Endocrinologista: Médico que trata pessoas que apresentam problemas nas glândulas endócrinas.
4 Colágeno: Principal proteína fibrilar, de função estrutural, presente no tecido conjuntivo de animais.
5 Esqueleto:
6 Cabeça:
7 Fêmur: O mais longo e o maior osso do esqueleto; está situado entre o quadril e o joelho. Sinônimos: Trocanter
8 Fratura: Solução de continuidade de um osso. Em geral é produzida por um traumatismo, mesmo que possa ser produzida na ausência do mesmo (fratura patológica). Produz como sintomas dor, mobilidade anormal e ruídos (crepitação) na região afetada.
Gostou do artigo? Compartilhe!

Complementos

09/06/2011 - Complemento feito por ROBERTO
Re: Rugas faciais podem revelar densidade óssea de mulheres na pós-menopausa: apresentado na 93° Reunião Anual da Endocrine Society
ALTERAÇÕES DO COLÁGENO E FIBROBLASTOS INERENTES Á PELE COM RUGAS,PODE ESTAR RELACIONADA COM A IDADE,POREM SEM UMA ESTRITA RELAÇÃO COM O COLAGENO DA MATRIZ OSSEA. MULHERES POS -MENOPAUSADAS PODEM TER UMA PÉLE SEM RUGAS E NO ENTANTO UMA BAIXA BMO

GOSTARIA DE MAIORES UINFORMAÇÕES SOBRE ESTE ARTIGO.ROBERTO A.CARNEIRO - REUMATOLOGISTA

  • Entrar
  • Assinar