Gostou do artigo? Compartilhe!

Pesquisa revela: nozes combatem danos de gordura nas artérias e trazem mais benefícios que o azeite

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Comer nozes após a refeição pode ajudar a diminuir os malefícios causados às artérias1 por comidas gordurosas. Realizado pelo Hospital Clínico da Universidade de Barcelona e publicado Journal of the American College of Cardiology, o estudo recrutou 24 adultos, metade com níveis normais de colesterol2 e a outra metade com níveis moderadamente altos. Cada paciente recebeu duas refeições contendo salame gorduroso e queijo, com uma semana de intervalo entre elas. Em uma das refeições, os pesquisadores adicionaram cinco colheres de chá de azeite de oliva. Na outra, foram adicionadas oito nozes.

Os testes revelaram que tanto o azeite quanto as nozes ajudam a reduzir a repentina inflamação3 e oxidação das artérias1 que acontece após uma refeição rica em gorduras saturadas4. Além disso, os resultados indicaram que as nozes ajudam a preservar a elasticidade5 e flexibilidade das artérias1, independente dos níveis de colesterol2.

As dietas ricas em gordura6 atrapalham a produção de óxido nítrico, uma substância necessária para manter as artérias1 flexíveis. Com o tempo, isso pode causar o endurecimento das artérias1 e aumentar os riscos de doenças cardíacas e derrames.

A noz contém arginina, um aminoácido usado pelo corpo para produzir o óxido nítrico, contém ainda antioxidantes e ácido alfa-linolênico, uma substância à base de plantas com propriedades beneficiais à saúde7.

As nozes têm gorduras protetoras que não estão presentes no azeite de oliva. As pessoas que tem uma dieta mediterrânea8 acreditam que os benefícios são gerados pelo azeite. Esta pesquisa mostrou que provavelmente há outros fatores, inclusive a presença de nozes, que podem ser mais benéficos.

Os pesquisadores alertam para que as pessoas não deduzam que podem comer o que quiserem caso consumam também nozes. A indicação é para que incluam uma dose diária de 28 gramas de nozes como parte de uma dieta equilibrada, limitando as gorduras saturadas4.

Confira o estudo completo publicado no Journal of the American College of Cardiology (pdf).

Fonte: American College of Cardiology

NEWS.MED.BR, 2006. Pesquisa revela: nozes combatem danos de gordura nas artérias e trazem mais benefícios que o azeite. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1883/pesquisa-revela-nozes-combatem-danos-de-gordura-nas-arterias-e-trazem-mais-beneficios-que-o-azeite.htm>. Acesso em: 18 nov. 2019.

Complementos

1 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
2 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
3 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
4 Gorduras saturadas: Elas são encontradas principalmente em produtos de origem animal. Em temperatura ambiente, apresentam-se em estado sólido. Estão nas carnes vermelhas e brancas (principalmente gordura da carne e pele das aves e peixes), leite e seus derivados integrais (manteiga, creme de leite, iogurte, nata) e azeite de dendê.
5 Elasticidade: 1. Propriedade de um corpo sofrer deformação, quando submetido à tração, e retornar parcial ou totalmente à forma original. 2. Flexibilidade, agilidade física. 3. Ausência de senso moral.
6 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
8 Dieta Mediterrânea: Alimentação rica em carboidratos, fibras, elevado consumo de verduras, legumes e frutas (frescas e secas) e pobre em ácidos graxos saturados. É recomendada uma ingestão maior de gordura monoinsaturada em decorrência da grande utilização do azeite de oliva. Além de vinho.
Gostou do artigo? Compartilhe!