Gostou do artigo? Compartilhe!

Cigarro e obesidade prejudicam o fluxo de sangue ao ouvido, contribuindo para causar danos permanentes à audição

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisa publicada no Journal of the Association for Research in Otolaryngology diz que fumo e obesidade1 prejudicam o fluxo de sangue2 ao ouvido, contribuindo para causar danos permanentes à audição.

 

O estudo envolveu 4.083 mil homens e mulheres com idades entre 53 e 67 anos em sete países europeus. Todos os participantes passaram por um teste audiométrico e responderam perguntas sobre seu estilo de vida e trabalho.

 

Erik Fransen, um dos autores da pesquisa, da Universidade da Antuérpia, relata que a habilidade de ouvir sons de alta freqüência é prejudicada em fumantes e obesos, pois essas condições podem ameaçar o fluxo de sangue2 ao ouvido. O estudo também concluiu que a severidade dos danos causados à audição está diretamente relacionada ao grau de obesidade1 e à duração do hábito de fumar.

 

Após um ano de uso regular do cigarro, o problema já pode aparecer. E ao contrário de outras partes do corpo, uma vez que o dano ao aparelho auditivo ocorre, não há perspectiva de recuperação. Com o prejuízo do fluxo de sangue2 para o ouvido, a quantidade de oxigênio que chega à cóclea é reduzida, podendo levar a um aumento de radicais livres no tecido3 coclear, causando danos, morte celular e eventualmente perda da audição.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde4 (OMS), exposição ao barulho excessivo ainda continua sendo a principal causa evitável de perda de audição no mundo.

 

 

Fonte: JARO - Journal of the Association for Research in Otolaryngology – Publicação online de 10 de junho de 2008

NEWS.MED.BR, 2008. Cigarro e obesidade prejudicam o fluxo de sangue ao ouvido, contribuindo para causar danos permanentes à audição. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/18740/cigarro-e-obesidade-prejudicam-o-fluxo-de-sangue-ao-ouvido-contribuindo-para-causar-danos-permanentes-a-audicao.htm>. Acesso em: 28 jan. 2020.

Complementos

1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
2 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
3 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
4 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!