Gostou do artigo? Compartilhe!

Bebês de mães obesas antes da gravidez têm mais gordura corporal total, mais massa gorda e menos massa magra que os de mães com IMC normal, sugerindo maior risco para doenças cardiovasculares no futuro

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O objetivo do estudo publicado na edição de abril do American Journal of Obstetrics & Gynecology foi comparar o peso e a composição corporal (porcentagem de gordura1, massa gorda2 e massa magra3) de recém-nascidos de mães com IMC4 (Índice de Massa Corporal5) normal antes da gravidez6 (IMC<25 kg/m²) versus recém-nascidos de mães com sobrepeso7 ou obesas antes da gravidez6 (IMC4 > ou = 25 kg/m²).

 

Participaram do estudo 72 recém-nascidos (33 de mães com IMC4 normal e 39 de mães com sobrepeso7 ou obesas antes da gravidez6) de gravidez6 com feto8 único e níveis normais de glicose9 da mãe durante a gestação. Foram medidos o peso corporal, o comprimento e a composição corporal com o auxílio de um pletismógrafo10.

 

Foram encontradas diferenças significativas entre os dois grupos em relação à porcentagem de gordura1. Neonatos11 nascidos de mães com IMC4 normal têm menos gordura1 total, menos massa gorda2 e mais massa magra3 do que os neonatos11 nascidos de mães com sobrepeso7 ou obesas. Não foram encontradas diferenças significativas em relação ao comprimento ou ao peso corporal por ocasião do nascimento.

 

Embora sejam resultados preliminares, estes dados sugerem que o risco para doenças (como, por exemplo, doenças cardiovasculares12, diabetes13 e obesidade14) pode ser avaliado precocemente na vida.

 

Fonte: American Journal of Obstetrics & Gynecology

 

Para acompanhar o crescimento do seu filho: www.centralx15.com.br/crianca

NEWS.MED.BR, 2008. Bebês de mães obesas antes da gravidez têm mais gordura corporal total, mais massa gorda e menos massa magra que os de mães com IMC normal, sugerindo maior risco para doenças cardiovasculares no futuro. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/16585/bebes-de-maes-obesas-antes-da-gravidez-tem-mais-gordura-corporal-total-mais-massa-gorda-e-menos-massa-magra-que-os-de-maes-com-imc-normal-sugerindo-maior-risco-para-doencas-cardiovasculares-no-futuro.htm>. Acesso em: 21 nov. 2019.

Complementos

1 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
2 Massa gorda: É a porção de massa do organismo constituída de gordura armazenada (encontrada no tecido subcutâneo) e gordura essencial (encontrada nas vísceras, responsável pelo funcionamento fisiológico normal). A massa gorda é o resultado em quilos do percentual de gordura existente no organismo. Por exemplo, um indivíduo de 100 quilos e com percentual de gordura de 38%, pode ter o valor da massa gorda calculado em 38 quilos.
4 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
5 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
8 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
9 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
10 Pletismógrafo: Aparelho que mede e registra variações no volume em um órgão ou membro do corpo.
11 Neonatos: Refere-se a bebês nos seus primeiros 28 dias (mês) de vida. O termo “recentemente-nascido“ refere-se especificamente aos primeiros minutos ou horas que se seguem ao nascimento. Esse termo é utilizado para enfocar os conhecimentos e treinamento da ressuscitação imediatamente após o nascimento e durante as primeiras horas de vida.
12 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
13 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
14 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
15 Centralx: Empresa fornecedora de produtos e serviços na área de medicina. Fundada em 1989 a Centralx é líder no mercado de softwares e sistemas de informação médicos no Brasil.
Gostou do artigo? Compartilhe!