Gostou do artigo? Compartilhe!

O uso a longo prazo de 400 miligramas por dia de vitamina E aumenta o risco de desenvolver câncer de pulmão em cerca de 28% - fumantes têm um risco particularmente aumentado

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo publicado no American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine concluiu que suplementos polivitamínicos, vitamina1 C, vitamina1 E e folato não reduzem o risco de câncer2 de pulmão3 e que o uso de vitamina1 E está associado a um aumento na incidência4 deste tipo de tumor5.


Para estudar a associação entre o uso de polivitamínicos, vitamina1 C, vitamina1 E e folato com o risco de desenvolvimento de câncer2 de pulmão3, foi realizado um estudo prospectivo6 de coorte7 com 77.721 pessoas com idade entre 50 e 76 anos em Washington. A pesquisa, conhecida como VITAL (VITamins And Lifestyle), mostrou que o uso de vitamina1 E foi associado a um aumento na incidência4 de câncer2 de pulmão3, principalmente em fumantes.


Apesar de 50% da população norte-americana usar polivitamínicos, as informações sobre os efeitos dessas vitaminas no risco de desenvolvimento de câncer2 de pulmão3 são limitadas. As pessoas devem ingerir vitaminas através de uma dieta balanceada com frutas, vegetais e grãos.


Fonte: American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine

NEWS.MED.BR, 2008. O uso a longo prazo de 400 miligramas por dia de vitamina E aumenta o risco de desenvolver câncer de pulmão em cerca de 28% - fumantes têm um risco particularmente aumentado. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/14329/o-uso-a-longo-prazo-de-400-miligramas-por-dia-de-vitamina-e-aumenta-o-risco-de-desenvolver-cancer-de-pulmao-em-cerca-de-28-fumantes-tem-um-risco-particularmente-aumentado.htm>. Acesso em: 21 mai. 2019.

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
4 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
5 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
6 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
7 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
Gostou do artigo? Compartilhe!