Gostou do artigo? Compartilhe!

Baixa massa muscular em idosos foi associada a um declínio mais rápido da função executiva

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudos transversais mostraram que a combinação de baixas massa e força musculares está associada ao comprometimento cognitivo1. Se a baixa massa muscular, um reflexo da reserva fisiológica2, está independentemente associada ao declínio cognitivo1 mais rápido, permanece desconhecido.

O objetivo deste estudo, publicado no JAMA Network Open, foi investigar as associações entre baixa massa muscular e declínio cognitivo1 em 3 domínios distintos entre adultos com idade mínima de 65 anos.

Leia sobre "Composição corporal - Como avaliar e como melhorar" e "Musculação para idosos".

O Canadian Longitudinal Study on Aging é um estudo prospectivo3 de coorte4 populacional de adultos residentes na comunidade. As matrículas ocorreram de 2011 a 2015 com seguimento de 3 anos. As análises para este estudo foram realizadas em pessoas com pelo menos 65 anos de 24 de abril a 12 de agosto de 2020.

A massa magra5 de tecido6 mole apendicular (MMA) foi avaliada por absorciometria de raios-x de dupla energia. A MMA baixa foi identificada usando os pontos de corte canadenses específicos do sexo.

A memória foi avaliada por meio do teste de aprendizagem auditivo-verbal de Rey. A função executiva7 foi avaliada por meio do teste de alternância mental, teste de alta interferência de Stroop (palavras/ponto), teste de fluência animal e teste de associação oral controlada de palavras. A velocidade psicomotora8 foi avaliada usando o tempo de reação de escolha administrado por computador. Foram criados escores compostos por domínio.

Dos 8.279 participantes, 4.003 (48%) eram do sexo feminino, 8.005 (97%) eram brancos, e a idade média (DP) foi de 72,9 (5,6) anos. Um total de 1.605 participantes (19,4%) apresentaram baixa MMA no início do estudo. Os participantes com baixa MMA eram mais velhos, tinham menor índice de massa corporal9 e nível de atividade física.

A presença de MMA baixa no início do estudo foi associada com declínio cognitivo1 mais rápido de 3 anos nas funções executivas e velocidade psicomotora8 a partir de regressões lineares múltiplas.

Após o ajuste para co-variáveis, incluindo idade, nível de educação, porcentagem de gordura10 corporal e força de preensão manual, baixa MMA permaneceu independentemente associada ao declínio da função executiva7 (β padronizado: -0,032; P = 0,03) apenas. A baixa MMA não foi associada à memória.

Este estudo de coorte11 encontrou associações longitudinais entre baixa massa magra5 apendicular e cognição12 no envelhecimento. A identificação de idosos com baixa massa muscular, um fator modificável alvo, pode ajudar a estimar aqueles em risco de declínio acelerado da função executiva7. É necessária uma investigação mais a longo prazo das associações.

Veja também sobre "O processo de envelhecimento", "Atrofia13 muscular" e "Distúrbio neurocognitivo".

 

Fonte: JAMA Network Open, publicação em 01 de julho de 2022.

 

NEWS.MED.BR, 2022. Baixa massa muscular em idosos foi associada a um declínio mais rápido da função executiva. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1420410/baixa-massa-muscular-em-idosos-foi-associada-a-um-declinio-mais-rapido-da-funcao-executiva.htm>. Acesso em: 12 ago. 2022.

Complementos

1 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Fisiológica: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
3 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
4 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
6 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
7 Função executiva: Também conhecida como controle cognitivo ou sistema supervisor atencional é um conceito neuropsicológico que se aplica ao processo cognitivo responsável pelo planejamento e execução de atividades, que podem incluir, por exemplo, a iniciação de tarefas, memória de trabalho, atenção sustentada e inibição de impulsos.
8 Psicomotora: Própria ou referente a qualquer resposta que envolva aspectos motores e psíquicos, tais como os movimentos corporais governados pela mente.
9 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
10 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
11 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
12 Cognição: É o conjunto dos processos mentais usados no pensamento, percepção, classificação, reconhecimento e compreensão para o julgamento através do raciocínio para o aprendizado de determinados sistemas e soluções de problemas.
13 Atrofia: 1. Em biologia, é a falta de desenvolvimento de corpo, órgão, tecido ou membro. 2. Em patologia, é a diminuição de peso e volume de órgão, tecido ou membro por nutrição insuficiente das células ou imobilização. 3. No sentido figurado, é uma debilitação ou perda de alguma faculdade mental ou de um dos sentidos, por exemplo, da memória em idosos.
Gostou do artigo? Compartilhe!