Gostou do artigo? Compartilhe!

Terapia neurodesenvolvimental não é recomendada para crianças com paralisia cerebral

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A terapia Bobath, ou terapia neurodesenvolvimental (NDT) é amplamente praticada, apesar das evidências de que outras intervenções são mais eficazes na paralisia1 cerebral (PC). O objetivo deste estudo, publicado na revista Pediatrics, foi determinar a eficácia da NDT em crianças e lactentes2 com PC ou alto risco de PC.

As bases de dados Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, Cochrane Library, Embase e Medline foram pesquisadas até março de 2021. Ensaios clínicos3 randomizados comparando NDT com qualquer ou nenhuma intervenção foram incluídos.

A metanálise foi realizada com diferenças médias padronizadas calculadas. A qualidade foi avaliada usando a ferramenta Cochrane Risk of Bias-2 e a certeza usando o Grading of Recommendations Assessment, Development, and Evaluation.

Dos 667 prontuários selecionados, 34 estudos (em 35 publicações, 1.332 participantes) foram incluídos. Quatro metanálises foram realizadas avaliando a função motora.

Encontrou-se nenhum efeito entre NDT e controle (tamanho do efeito combinado 0,13 [-0,20 a 0,46]); um efeito moderado favorecendo abordagens baseadas em atividade (0,76 [0,12 a 1,40]) e na função e estruturas do corpo (0,77 [0,19 a 1,35]) em relação à NDT; e nenhum efeito entre NDT de dose mais alta e mais baixa (0,32 [-0,11 a 0,75]).

Foi feita uma forte recomendação contra o uso de NDT em qualquer dose. Os estudos não estavam todos em conformidade com os Padrões Consolidados de Relatórios de Ensaios. A NDT versus comparador baseado em atividade teve heterogeneidade considerável (I² = 80%) refletindo medidas variadas.

Este estudo descobriu que intervenções baseadas em atividades e na estrutura e função do corpo são mais eficazes do que a terapia neurodesenvolvimental para melhorar a função motora; a terapia neurodesenvolvimental não é mais eficaz do que o controle; e a terapia neurodesenvolvimental com dose mais alta não é mais eficaz do que a dose mais baixa.

A desimplementação de terapia neurodesenvolvimental na paralisia1 cerebral é necessária.

Leia sobre "Paralisia1 cerebral infantil" e "Desenvolvimento infantil".

 

Fonte: Pediatrics, publicação em 24 de maio de 2022.

 

NEWS.MED.BR, 2022. Terapia neurodesenvolvimental não é recomendada para crianças com paralisia cerebral. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1418410/terapia-neurodesenvolvimental-nao-e-recomendada-para-criancas-com-paralisia-cerebral.htm>. Acesso em: 2 jul. 2022.

Complementos

1 Paralisia: Perda total da força muscular que produz incapacidade para realizar movimentos nos setores afetados. Pode ser produzida por doença neurológica, muscular, tóxica, metabólica ou ser uma combinação das mesmas.
2 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
3 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
Gostou do artigo? Compartilhe!