Gostou do artigo? Compartilhe!

Ingredientes ativos do filtro solar são absorvidos sistemicamente pelo corpo e se acumulam em altos níveis no plasma sanguíneo

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo de ingredientes comuns de filtros solares estabeleceu que os produtos químicos são absorvidos na corrente sanguínea em concentrações muito superiores ao limiar de segurança da Food and Drug Administration (FDA).

Segundo a FDA, se os ingredientes ativos forem encontrados no sangue1 a um nível de 0,5 nanogramas por mililitro ou mais, eles devem ser analisados para determinar se aumentam o risco de câncer2, defeitos congênitos3 ou outros efeitos adversos.

Estudos anteriores indicaram uma possível associação entre alguns dos produtos químicos e os riscos à saúde4, como perturbações endócrinas e danos à reprodução5, mas não existem dados abrangentes sobre segurança.

Uma regra proposta pela FDA, que deveria ser finalizada em novembro passado, exigiria que a indústria concluísse testes adicionais de até uma dúzia de produtos químicos para garantir a segurança dos filtros solares. Mas a proposta foi arquivada em março, quando o presidente Trump assinou a Lei de Ajuda, Alívio e Segurança Econômica devido ao Coronavírus.

Um estudo piloto anterior, também realizado pela FDA e publicado em maio de 2019, já havia demonstrado a absorção sistêmica de 4 ingredientes ativos de filtros solares; estabelecendo a necessidade de estudos adicionais para determinar a absorção sistêmica de ingredientes ativos adicionais e a rapidez com que a exposição sistêmica excede 0,5 ng/mL.

Saiba mais sobre "Protetor solar ou filtro solar" e "Cuidados com a pele6".

Em janeiro desse ano (2020), a FDA publicou no Journal of the American Medical Association (JAMA) seu estudo mais recente sobre essa questão. Esse estudo descreve os resultados de um ensaio clínico avaliando a absorção pela pele6 e no corpo de seis ingredientes ativos de filtro solar sob dose única e condições de uso máximo.

O objetivo do estudo foi avaliar a absorção sistêmica e a farmacocinética dos 6 ingredientes ativos (avobenzona, oxibenzona, octocrileno, homosalato, octisalato e octinoxato) em 4 produtos de filtro solar em condições de uso único e máximo.

O ensaio clínico randomizado7 foi realizado em 48 participantes saudáveis em uma unidade de farmacologia8 clínica (West Bend, Wisconsin). O estudo foi realizado entre janeiro e fevereiro de 2019.

Os participantes foram randomizados para 1 de 4 produtos de filtro solar, formulados como loção (n = 12), spray em aerossol (n = 12), spray não-aerossol (n = 12) e spray de bomba (n = 12). O filtro solar foi aplicado em 2 mg/cm² em 75% da área da superfície corporal às 0 horas no dia 1 e 4 vezes do dia 2 até o dia 4 em intervalos de 2 horas, e 34 amostras de sangue1 foram coletadas ao longo de 21 dias de cada participante.

O desfecho primário foi a concentração plasmática máxima de avobenzona nos dias 1 a 21. Os desfechos secundários foram as concentrações plasmáticas máximas de oxibenzona, octocrileno, homosalato, octisalato e octinoxato nos dias 1 a 21.

Entre 48 participantes randomizados (idade média [DP], 38,7 [13,2] anos; 24 mulheres [50%]; 23 brancos [48%], 23 afro-americanos [48%], 1 asiática [2%] e 1 raça/etnia desconhecida [2%]), 44 (92%) completaram o estudo.

As médias geométricas das concentrações plasmáticas máximas de todos os 6 ingredientes ativos foram superiores a 0,5 ng/mL, e esse limite foi ultrapassado no dia 1 após uma única aplicação para todos os ingredientes ativos.

Para a avobenzona, as concentrações plasmáticas máximas totais foram de 7,1 ng/mL (coeficiente de variação [CV], 73,9%) para loção; 3,5 ng/mL (CV, 70,9%) para spray em aerossol; 3,5 ng/mL (CV, 73,0% ) para spray não-aerossol e 3,3 ng/mL (CV, 47,8%) para spray de bomba.

Para a oxibenzona, as concentrações foram de 258,1 ng/mL (CV, 53,0%) para loção e 180,1 ng/mL (CV, 57,3%) para spray em aerossol.

Para octocrileno, as concentrações foram 7,8 ng/mL (CV, 87,1%) para loção, 6,6 ng/mL (CV, 78,1%) para spray em aerossol e 6,6 ng/mL (CV, 103,9%) para spray não-aerossol.

Para o homosalato, as concentrações foram de 23,1 ng/mL (CV, 68,0%) para spray em aerossol, 17,9 ng/mL (CV, 61,7%) para spray não-aerossol e 13,9 ng/mL (CV, 70,2%) para spray de bomba.

Para o octisalato, as concentrações foram de 5,1 ng/mL (CV, 81,6%) para spray em aerossol, 5,8 ng/mL (CV, 77,4%) para spray não-aerossol e 4,6 ng/mL (CV, 97,6%) para spray de bomba.

Para octinoxato, as concentrações foram de 7,9 ng/mL (CV, 86,5%) para spray não-aerossol e 5,2 ng/mL (CV, 68,2%) para spray de bomba.

O evento adverso mais comum foi erupção9 cutânea10, que se desenvolveu em 14 participantes.

Neste estudo realizado em uma unidade de farmacologia8 clínica e examinando11 a aplicação de filtro solar entre participantes saudáveis, todos os 6 dos ingredientes ativos testados administrados em 4 formulações diferentes de filtro solar foram absorvidos sistemicamente e tinham concentrações plasmáticas que excederam o limiar da FDA para potencialmente renunciar a alguns dos estudos adicionais de segurança para protetores solares. Esses achados não indicam que os indivíduos devem abster-se do uso de filtro solar.

Leia sobre "Queimadura de sol ou eritema12 solar" e "Câncer2 de pele6".

 

Fontes:
JAMA, estudo publicado em 21 de janeiro de 2020.
FDA, comunicado publicado em 21 de janeiro de 2020.
The Wall Street Journal, notícia publicada em 17 de julho de 2020.

 

NEWS.MED.BR, 2020. Ingredientes ativos do filtro solar são absorvidos sistemicamente pelo corpo e se acumulam em altos níveis no plasma sanguíneo. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1375613/ingredientes-ativos-do-filtro-solar-sao-absorvidos-sistemicamente-pelo-corpo-e-se-acumulam-em-altos-niveis-no-plasma-sanguineo.htm>. Acesso em: 22 set. 2020.

Complementos

1 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Defeitos congênitos: Problemas ou condições que estão presentes ao nascimento.
4 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
5 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
6 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
7 Randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle – o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
8 Farmacologia: Ramo da medicina que estuda as propriedades químicas dos medicamentos e suas respectivas classificações.
9 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
10 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
11 Examinando: 1. O que será ou está sendo examinado. 2. Candidato que se apresenta para ser examinado com o fim de obter grau, licença, etc., caso seja aprovado no exame.
12 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
Gostou do artigo? Compartilhe!