Gostou do artigo? Compartilhe!

Infecções podem ser um gatilho para ocorrência de acidentes vasculares cerebrais

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

As relações entre diferentes tipos de infecção1 e subtipos de acidente vascular cerebral2 não são bem caracterizadas. Pesquisadores do Departamento de Neurologia, da Icahn School of Medicine at Mount Sinai, em Nova Iorque, examinaram a exposição a infecções3 em sistemas orgânicos distintos e em diferentes períodos de tempo antes de AVC isquêmico4 agudo5, hemorragia6 intracerebral e hemorragia subaracnoidea7.

Leia sobre "Acidente vascular cerebral2" e "Diferenças entre inflamação8 e infecção1".

As bases de dados de pacientes internados e de pacientes que procuraram o departamento de emergência9 do estado de Nova Iorque (2006-2013) foram utilizadas para avaliação. As definições validadas pela Classificação Internacional de Doenças, nona edição, identificaram internações índice para AVC isquêmico4 agudo5, hemorragia6 intracerebral e hemorragia subaracnoidea7 e consultas e internações de urgência10 para infecção1 (cutânea11, do trato urinário12, septicemia13, infecções3 abdominal e respiratória). A análise cruzada de casos com regressão logística condicional foi utilizada para estimar os odds ratios (OR) para a associação entre cada tipo de infecção1 durante os períodos de caso comparados com os períodos de controle um ano antes.

Cada tipo de infecção1 foi associado a uma maior probabilidade de acidente vascular cerebral2 isquêmico4 agudo5. A maior associação foi com infecção1 do trato urinário12, com OR de 5,32 (IC 95% 3,69-7,68) dentro da janela de 7 dias. A magnitude da associação entre infecção1 do trato urinário12 e hemorragia6 intracerebral foi de menor magnitude, com OR de 1,80 (1,04-3,11), no período de exposição de 14 dias e OR de 1,54 (1,23-1,94) no período de exposição de 120 dias. Apenas infecção1 respiratória foi associada à hemorragia subaracnoidea7, com OR de 3,67 (1,49-9,04) na janela de 14 dias e 1,95 (1,44-2,64) na janela de 120 dias.

Concluiu-se com este trabalho que todos os tipos de infecção1 foram associados a acidente vascular cerebral2 isquêmico4 agudo5 subsequente, com a maior associação acontecendo com a infecção1 do trato urinário12.

Leia mais sobre "Diagnóstico14 e tratamento dos AVCs", "Hemorragia6 cerebral" e "Infecção1 do trato urinário12".

 

Fonte: Stroke, em 27 de junho de 2019.

 

NEWS.MED.BR, 2019. Infecções podem ser um gatilho para ocorrência de acidentes vasculares cerebrais. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1340088/infeccoes-podem-ser-um-gatilho-para-ocorrencia-de-acidentes-vasculares-cerebrais.htm>. Acesso em: 21 set. 2019.

Complementos

1 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
3 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Isquêmico: Relativo à ou provocado pela isquemia, que é a diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea, numa parte do organismo, ocasionada por obstrução arterial ou por vasoconstrição.
5 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
6 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
7 Hemorragia subaracnoidea: Hemorragia subaracnoide ou subaracnoidea é um derramamento de sangue que se dá no espaço subaracnoideo compreendido entre duas meninges, a aracnoide e a pia-máter. Este espaço contém o líquor. Essas meninges, além da dura-máter, são membranas que envolvem o sistema nervoso. A origem habitual deste sangue é a ruptura de um vaso sanguíneo enfraquecido (quer seja por uma malformação arteriovenosa, quer por um aneurisma). Quando um vaso sanguíneo está afetado pela aterosclerose ou por uma infecção, pode produzir-se a rotura do mesmo. Tais rupturas podem ocorrer em qualquer idade, sendo mais frequentes entre os 25 e os 50 anos. Raramente ela ocorre por um traumatismo craniano.
8 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
9 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
10 Urgência: 1. Necessidade que requer solução imediata; pressa. 2. Situação crítica ou muito grave que tem prioridade sobre outras; emergência.
11 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
12 Trato Urinário:
13 Septicemia: Septicemia ou sepse é uma infecção generalizada grave que ocorre devido à presença de micro-organismos patogênicos e suas toxinas na corrente sanguínea. Geralmente ela ocorre a partir de outra infecção já existente.
14 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
Gostou do artigo? Compartilhe!