Gostou do artigo? Compartilhe!

Exercício físico agudo pode reduzir inflamação no organismo pela inibição da produção monocítica intracelular de TNF

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notcia

Os exercícios físicos parecem exercer uma ação anti-inflamatória, mas os efeitos do exercício agudo1 sobre as respostas inflamatórias celulares e seus mecanismos de ação permanecem obscuros.

Pesquisadores da University of California, em San Diego, nos Estados Unidos, testaram a hipótese de que a ativação simpático2 adrenérgica durante uma única sessão de exercícios tem um efeito supressor3 na produção de citocinas4 monocíticas mediada por receptores adrenérgicos5 β2 (β2-ARs).

No presente trabalho, com publicação online pelo periódico Brain, Behavior and Immunity, investigou-se os efeitos da produção de catecolaminas induzidas pelo exercício físico moderado durante 20 minutos (65-70% VO2 pico6) na produção monocítica de TNF estimulada por lipopolissacarídeos (LPS) em 47 voluntários saudáveis. Determinou-se os subtipos de receptores adrenérgicos5 (AR) envolvidos.

Examinou-se também os efeitos do isoproterenol β-agonista7 e dos β e α agonistas endógenos epinefrina e norepinefrina e os subtipos específicos dos receptores específicos β e α antagonistas sobre a produção de TNF numa série de investigações in vitro. A produção monocítica de TNF estimulada por LPS no sangue8 periférico foi determinada intracelularmente por citometria de fluxo, utilizando um inibidor intracelular de transporte de proteínas9.

A porcentagem de monócitos10 produtores de TNF e a produção de TNF por célula11 com e sem LPS foi suprimida pelo exercício com efeitos moderados a grandes, que foi invertido por um antagonista12 de β2-AR apesar de os níveis de TNF no plasma13 não terem mudado. Esta resposta inibitória na produção de TNF pelo exercício foi espelhada pelos agonistas β-AR de uma forma agonista7-específica e dose-dependente in vitro: potências semelhantes de isoproterenol e epinefrina e concentrações mais elevadas de norepinefrina foram necessárias para os efeitos.

É importante salientar que os níveis de epinefrina observados durante o exercício agudo1 in vivo inibiram significativamente a produção de TNF in vitro. O efeito inibitório dos agonistas AR foi abolido por β2, mas não pelos bloqueadores de β1 ou α-AR.

Concluiu-se que a regulação negativa da produção monocítica de TNF durante o exercício agudo1 é mediada por níveis elevados de epinefrina através de β2-ARs. A diminuição das respostas inflamatórias durante o exercício agudo1 pode proteger contra condições crônicas que cursam com inflamação14 de baixo grau.

Veja também sobre "Caminhada", "Treinamento funcional", "CrossFit" e "Pilates".

 

Fontes: Brain, Behavior and Immunity, publicação online de 21 de dezembro de 2016

NEWS.MED.BR, 2017. Exercício físico agudo pode reduzir inflamação no organismo pela inibição da produção monocítica intracelular de TNF. Disponvel em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1285693/exercicio-fisico-agudo-pode-reduzir-inflamacao-no-organismo-pela-inibicao-da-producao-monocitica-intracelular-de-tnf.htm>. Acesso em: 25 nov. 2020.

Complementos

1 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
2 Simpático: 1. Relativo à simpatia. 2. Que agrada aos sentidos; aprazível, atraente. 3. Em fisiologia, diz-se da parte do sistema nervoso vegetativo que põe o corpo em estado de alerta e o prepara para a ação.
3 Supressor: 1. Que ou o que suprime. 2. Em genética, é o gene que torna o fenótipo idêntico àquele determinado pelo alelo não mutante (diz-se de mutação).
4 Citocinas: Citoquina ou citocina é a designação genérica de certas substâncias segregadas por células do sistema imunitário que controlam as reações imunes do organismo.
5 Adrenérgicos: Que agem sobre certos receptores específicos do sistema simpático, como o faz a adrenalina.
6 VO2 pico: Consumo máximo de oxigênio atingido antes de haver estabilização da quantidade de oxigênio captado.
7 Agonista: 1. Em farmacologia, agonista refere-se às ações ou aos estímulos provocados por uma resposta, referente ao aumento (ativação) ou diminuição (inibição) da atividade celular. Sendo uma droga receptiva. 2. Lutador. Na Grécia antiga, pessoa que se dedicava à ginástica para fortalecer o físico ou como preparação para o serviço militar.
8 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
9 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
10 Monócitos: É um tipo de leucócito mononuclear fagocitário, que se forma na medula óssea e é posteriormente transportado para os tecidos, onde se desenvolve em macrófagos.
11 Célula: Unidade funcional básica de todo tecido, capaz de se duplicar (porém algumas células muito especializadas, como os neurônios, não conseguem se duplicar), trocar substâncias com o meio externo à célula, etc. Possui subestruturas (organelas) distintas como núcleo, parede celular, membrana celular, mitocôndrias, etc. que são as responsáveis pela sobrevivência da mesma.
12 Antagonista: 1. Opositor. 2. Adversário. 3. Em anatomia geral, que ou o que, numa mesma região anatômica ou função fisiológica, trabalha em sentido contrário (diz-se de músculo). 4. Em medicina, que realiza movimento contrário ou oposto a outro (diz-se de músculo). 5. Em farmácia, que ou o que tende a anular a ação de outro agente (diz-se de agente, medicamento etc.). Agem como bloqueadores de receptores. 6. Em odontologia, que se articula em oposição (diz-se de ou qualquer dente em relação ao da maxila oposta).
13 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
14 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
Gostou do artigo? Compartilhe!