Gostou do artigo? Compartilhe!

Nova cefaleia cíclica em mulheres está sendo chamada de “enxaqueca do final do período menstrual” e pode ser devida à ferritina baixa

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo observacional retrospectivo1, publicado pelo periódico Headache, descreve o que parece ser um transtorno comum de dor de cabeça2 ainda não tipificado anteriormente, a "enxaqueca3 do final do período menstrual" (EFPM), assim chamada pela sua ocorrência mensal e imediata aos dias terminais de sangramento menstrual.

Pesquisadores do Carolina Headache Institute Durham, na Carolina do Norte, avaliaram a base de dados clínicos sobre enxaqueca3 de ocorrência no final do período menstrual (EFPM), consultando pacientes com enxaqueca3, menstruação4 regular e com o código de EFPM utilizado no local do estudo, significando que a afirmação da paciente de que ela tinha enxaqueca3 no final de cada menstruação4 eram confirmados pelos dados de calendário menstrual. Os níveis séricos de ferritina estavam disponíveis para todas as mulheres com EFPM.

Leia mais sobre "Menstruação4", "Dor de cabeça2" e "Enxaqueca3".

Entre as 119 mulheres estudadas, 85 tinham menstruação4 regular e um diagnóstico5 de enxaqueca3, sendo, portanto, apropriadas para esta avaliação. Nesta população selecionada, 30 mulheres (35,3%) tiveram a EFPM confirmada. Vinte e oito dessas 30 pacientes (93,3%) tiveram níveis de ferritina que caíram abaixo do limite desejado de 50 ng/mL (média=21,9 ng/mL) - metade das mulheres tinham níveis que caíram abaixo de 18 ng/mL, o mínimo estabelecido para mulheres.

Os estudiosos esclarecem que a enxaqueca3 que ocorre no final do período menstrual - nos últimos dias de sangramento ou após o fim do sangramento - não é a mesma coisa que a enxaqueca3 relacionada ao período menstrual, a qual geralmente ocorre no período entre dois dias antes ou dois dias depois do primeiro dia do sangramento menstrual mensal e é conhecida por ser mediada hormonalmente.

As conclusões da pesquisa mostram que a EFPM é uma queixa comum em mulheres avaliadas para a enxaqueca3 relacionada ao período menstrual, contudo este novo tipo de enxaqueca3 ocorre muitos dias após a queda do estrogênio que precipita a enxaqueca3 relacionada ao período menstrual. Os autores não acreditam que a EFPM seja mediada hormonalmente, mas sim que está causalmente relacionada à perda de sangue6 menstrual, resultando em uma breve anemia7 relativa com consequente enxaqueca3.

Estudos mais aprofundados são necessários para fundamentar essa associação, pesquisando fatores de confusão e avaliando a resposta à terapia com ferro.

Veja também sobre "Ferritina", "Ciclo menstrual", "TPM" e "Menstruação4 atrasada".

 

Fonte: Headache (The Journal of Head and Face8 Pain), publicação online, de 5 de outubro de 2016

 

NEWS.MED.BR, 2016. Nova cefaleia cíclica em mulheres está sendo chamada de “enxaqueca do final do período menstrual” e pode ser devida à ferritina baixa. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1280368/nova-cefaleia-ciclica-em-mulheres-esta-sendo-chamada-de-enxaqueca-do-final-do-periodo-menstrual-e-pode-ser-devida-a-ferritina-baixa.htm>. Acesso em: 20 out. 2019.

Complementos

1 Retrospectivo: Relativo a fatos passados, que se volta para o passado.
2 Cabeça:
3 Enxaqueca: Sinônimo de migrânea. É a cefaléia cuja prevalência varia de 10 a 20% da população. Ocorre principalmente em mulheres com uma proporção homem:mulher de 1:2-3. As razões para esta preponderância feminina ainda não estão bem entendidas, mas suspeita-se de alguma relação com o hormônio feminino. Resulta da pressão exercida por vasos sangüíneos dilatados no tecido nervoso cerebral subjacente. O tratamento da enxaqueca envolve normalmente drogas vaso-constritoras para aliviar esta pressão. No entanto, esta medicamentação pode causar efeitos secundários no sistema circulatório e é desaconselhada a pessoas com problemas cardiológicos.
4 Menstruação: Sangramento cíclico através da vagina, que é produzido após um ciclo ovulatório normal e que corresponde à perda da camada mais superficial do endométrio uterino.
5 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
6 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
7 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
8 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
Gostou do artigo? Compartilhe!