Atalho: 5RDTD1F
Gostou do artigo? Compartilhe!

Consumo de peixe pode prevenir cegueira relacionada à degeneração macular, segundo artigo do Ophthalmology

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O consumo de peixes e mariscos ricos em ômega-3 pode estar associado à prevenção da cegueira resultante da degeneração macular1 relacionada com a idade, segundo artigo publicado no periódico Ophthalmology.

Foi realizado um estudo em Maryland com a participação de 2520 residentes, com idades entre 65 e 84 anos, os quais responderam a um questionário sobre hábitos alimentares.

Os participantes com degeneração macular1 relacionada à idade em estágio avançado consumiam uma quantidade menor de peixes e mariscos ricos em ômega-3. Estes resultados reforçam os efeitos protetores do consumo deste tipo de carne branca na proteção contra a degeneração macular1 avançada.

Fonte: Ophthalmology - Volume 117, de dezembro de 2010

NEWS.MED.BR, 2010. Consumo de peixe pode prevenir cegueira relacionada à degeneração macular, segundo artigo do Ophthalmology. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/127382/consumo-de-peixe-pode-prevenir-cegueira-relacionada-a-degeneracao-macular-segundo-artigo-do-ophthalmology.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Degeneração macular: A degeneração macular destrói gradualmente a visão central, afetando a mácula, parte do olho que permite enxergar detalhes finos necessários para realizar tarefas diárias tais como ler e dirigir. Existem duas formas - úmida e seca. Na forma úmida, há crescimento anormal de vasos sanguíneos no fundo do olho, podendo extravasar fluidos que prejudicam a visão central. Na forma seca, que é a mais comum e menos grave, há acúmulo de resíduos do metabolismo celular da retina, aliado a graus variáveis de atrofia do tecido retiniano, causando uma perda visual central, de progressão lenta, podendo dificultar a realização de algumas atividades como ler e escrever ou a identificação de traços de fisionomia.
Gostou do artigo? Compartilhe!