Gostou do artigo? Compartilhe!

A importância de evitar bebidas adocicadas: uma estimativa das doenças relacionadas ao consumo dessas bebidas publicada pelo periódico Circulation

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Bebidas açucaradas são consumidas globalmente e contribuem para a adiposidade. No entanto, o impacto mundial do consumo deste tipo de bebida em termos de adiposidade nas doenças cardiovasculares1 (DCV), câncer2 e diabetes3 ainda não foi avaliado até o momento.

Um estudo divulgado pelo periódico Circulation, da American Heart Association, modelou global, regional e nacionalmente os encargos nas doenças associadas ao consumo de bebidas adocicadas por país, idade e sexo em 2010. Os efeitos do consumo de bebidas adocicadas no índice de massa corporal4 (IMC5) e diabetes3, e do IMC5 elevado nas doenças cardiovasculares1, diabetes3 e câncer2 foram obtidos a partir de grandes estudos prospectivos de coorte6 de agrupamento.

Dados de mortalidade7/morbidade8 de doenças específicas foram obtidos a partir do estudo Global Burden of Diseases, Injuries, and Risk Factors 2010 Study. As análises foram feitas por país, idade e sexo. Em todo o mundo, o modelo estimou 184.000 óbitos/ano atribuíveis ao consumo de bebidas adocicadas: 133.000 (126.000-139.000) de diabetes3, 45.000 (26.000-61.000) por DCV e 6.450 (4.300-8.600) por câncer2. 5% das mortes relacionadas ao consumo de bebidas adocicadas ocorreram em países de baixa renda; 70,9% em países de média renda e 24,1% nos países de alta renda. A mortalidade7 proporcional por consumo de bebidas doces variou de <1% em japoneses com mais de 65 anos para 30% em mexicanos com menos de 45 anos. Entre os 20 países mais populosos, o México tinha os maiores números absolutos (405 mortes/milhão de adultos) e proporcionais (12,1%) de mortes relacionadas ao consumo de bebidas adocicadas. Um total de 8,5 (2,8-19,2) milhões de anos de vida ajustados em função da incapacidade estava relacionado à ingestão deste tipo de bebida (4,5% deles relacionados à diabetes3).

Este estudo conclui que o consumo de bebidas adocicadas é um componente único e modificável da dieta, que pode ter um impacto muito importante em doenças e mortes preveníveis em adultos provenientes de países de alta, média e baixa rendas. Isso indica uma necessidade urgente de desenvolvimento de programas globais de prevenção para que este consumo seja evitado.

Fonte: Circulation, publicação online, de 29 de junho de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. A importância de evitar bebidas adocicadas: uma estimativa das doenças relacionadas ao consumo dessas bebidas publicada pelo periódico Circulation. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/794449/a-importancia-de-evitar-bebidas-adocicadas-uma-estimativa-das-doencas-relacionadas-ao-consumo-dessas-bebidas-publicada-pelo-periodico-circulation.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.

Complementos

1 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
4 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
5 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
6 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
7 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
8 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
Gostou do artigo? Compartilhe!