Gostou do artigo? Compartilhe!

Sete ou mais porções de frutas e legumes diariamente aumentam os benefícios para a saúde, em estudo do Jornal de Epidemiologia e Saúde Comunitária

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisadores da University College London usaram um levantamento de dados de saúde1 realizado entre 2001 e 2008, na Inglaterra, sobre os hábitos alimentares de uma amostra aleatória de 65.226 participantes, com idade de 35 anos ou mais. Estes dados foram relacionados às informações sobre mortalidade2 do Reino Unido até o primeiro trimestre de 2013. O objetivo foi avaliar se o consumo diário de frutas e legumes beneficia a saúde1 da população geral da Inglaterra.

Métodos de regressão de Cox foram utilizados em tal análise. Foi realizada uma associação entre o consumo de frutas e vegetais e todas as causas de mortalidade2 cardiovascular e câncer3, com ajustes para idade, sexo, classe social, educação, índice de massa corporal4 (IMC5), consumo de álcool e atividade física.

O consumo de frutas e vegetais foi associado à diminuição da mortalidade2 por todas as causas. Esta associação foi mais pronunciada quando se excluíram as mortes dentro de um ano do início do estudo. O consumo de frutas e vegetais foi associado à redução do câncer3 e da mortalidade2 cardiovascular. Os vegetais podem ter uma associação mais forte com a mortalidade2 do que o consumo de frutas. O consumo de legumes ou salada foram fatores de proteção, enquanto o consumo de frutas congeladas ou em conserva foi associado ao aumento da mortalidade2.

Concluiu-se que existe uma forte associação inversa entre consumo de frutas e vegetais e a mortalidade2, com os maiores benefícios observados para aqueles que consomem sete ou mais porções desses alimentos diariamente.

Fonte: Journal of Epidemiology and Community Health, de 31 de março de 2014 

NEWS.MED.BR, 2014. Sete ou mais porções de frutas e legumes diariamente aumentam os benefícios para a saúde, em estudo do Jornal de Epidemiologia e Saúde Comunitária. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/533019/sete-ou-mais-porcoes-de-frutas-e-legumes-diariamente-aumentam-os-beneficios-para-a-saude-em-estudo-do-jornal-de-epidemiologia-e-saude-comunitaria.htm>. Acesso em: 15 set. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
4 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
5 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
Gostou do artigo? Compartilhe!