Atalho: 70K0CEN
Gostou do artigo? Compartilhe!

Annals of Internal Medicine: protetor solar parece realmente prevenir o envelhecimento da pele

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Alterações na aparência e os efeitos no envelhecimento da pele1 são conhecidos por serem influenciados pela exposição ao sol. Embora o uso de protetor solar tenha sido demonstrado como um fator de proteção contra o câncer2 de pele1, o fato de ele proteger contra o envelhecimento da pele1 não foi ainda bem estabelecido. Antioxidantes, tais como o β-caroteno, também têm sido sugeridos como protetores contra o envelhecimento da pele1, mas isso ainda não foi bem estudado.

Estudo australiano, publicado pelo periódico Annals of Internal Medicine, realizado com o objetivo de saber se o uso diário de protetor solar e de β-caroteno protege contra o envelhecimento da pele1 contou com a participação de 900 pacientes brancos, de Nambour, a nordeste de Sydney, com 25 a 55 anos de idade. Eles foram aleatoriamente designados para um grupo em que se pediu para aplicar o fator de proteção solar 15 ou superior na face3, pescoço4, braços e mãos5, todas as manhãs, após o banho, depois de passar mais do que algumas horas ao sol ou após suar muito e para outro grupo em que se pediu para usar protetor solar sem um critério pré-estabelecido, apenas mantendo suas práticas diárias habituais. O estudo também incluiu cerca de 900 pessoas que foram aleatoriamente designadas a receber pílulas de β-caroteno ou de placebo6 diariamente. Impressões foram tiradas das mãos5 dos participantes no início do estudo e quatro anos e meio mais tarde. As impressões foram examinadas para alterações microscópicas de envelhecimento da pele1 por especialistas que não sabiam em qual dos grupos de estudo os participantes estavam distribuídos.

Os resultados mostraram que mais participantes designados para o uso de protetor solar diariamente informaram aplicar o filtro solar pelo menos três a quatro dias por semana do que os participantes do grupo de uso de protetor solar sem um critério estabelecido. Aqueles no grupo de uso diário eram menos propensos a ter a pele1 mais envelhecida após os quatro anos e meio de seguimento do que aqueles no outro grupo. Não houve diferença no envelhecimento da pele1 entre as pessoas que receberam pílulas de β-caroteno e aquelas que receberam pílulas de placebo6.

As limitações do presente estudo são: cerca de um terço dos participantes não tiveram impressões da sua pele1 feitas no início e no final do estudo e, embora isso não pareça influenciar os resultados, um efeito sobre o resultado não pode ser conclusivamente descartado. O estudo foi pequeno para concluir com confiança uma verdadeira falta de efeito do β-caroteno, uma pesquisa mais ampla e por tempo mais prolongado pode mostrar um modesto benefício ou algum dano do uso β-caroteno no envelhecimento da pele1. Não foi investigado como estes resultados podem se aplicar a pessoas com mais de 55 anos.

Fonte: Annals of Internal Medicine, Volume 158, numero 11, de 4 de junho de 2013

NEWS.MED.BR, 2013. Annals of Internal Medicine: protetor solar parece realmente prevenir o envelhecimento da pele. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/358664/annals-of-internal-medicine-protetor-solar-parece-realmente-prevenir-o-envelhecimento-da-pele.htm>. Acesso em: 11 dez. 2018.

Complementos

1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
4 Pescoço:
5 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
6 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
Gostou do artigo? Compartilhe!