Atalho: 5ZXDAK3
Gostou do artigo? Compartilhe!

OMS divulga as dez principais causas de morte no mundo

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Organização Mundial de Saúde1 divulgou as principais causas de morte no mundo. Estas informações podem ajudar a avaliar a eficácia do sistema de saúde1 de um país, promover melhorias nas ações de saúde1 pública e colaborar para a redução das mortes evitáveis.

As tabelas abaixo mostram as principais causas de morte:

 

Países de baixa renda

Países de baixa renda Mortes por 100.000
Infecções2 do trato respiratório inferior 84.9
Diarreias 57.2
Acidentes vasculares3 cerebrais 49.6
Doença cardíaca isquêmica 48.6
HIV4 / AIDS 47.7
Tuberculose5 34.5
Malária 34.4
Complicações de parto prematuro 32.1
Asfixia6 e traumas no parto 30.5
Acidentes de trânsito 28.5

 

Países de renda média

Países de renda média baixa Mortes por 100.000

Doença cardíaca isquêmica

111.8
Acidentes vasculares3 cerebrais 68.8
Infecções2 do trato respiratório inferior 51.5
Doença pulmonar obstrutiva crônica 42.7
Tuberculose5 34.5
Diarreias 30.9
Diabetes mellitus7 24.2
Complicações de parto prematuro 24.1
Cirrose8 do fígado9 20.3
Acidentes de trânsito 19.1

 

Países de renda média alta Mortes por 100.000

Doença cardíaca isquêmica

133.4
Acidentes vasculares3 cerebrais 120.9
Doença pulmonar obstrutiva crônica 50.4
Câncer10 de pulmão11, traqueia12 e brônquios13 33.3
Infecções2 do trato respiratório inferior 26.5
Diabetes mellitus7 20.6
Alzheimer14 e outras demências 19.5
Acidentes de trânsito 19.5
Câncer10 de fígado9 18.2
Câncer10 de estômago15 17.4

 

Países de alta renda

Países de alta renda Mortes por 100.000
Doença cardíaca isquêmica 144.6
Acidentes vasculares3 cerebrais 64.7
Alzheimer14 e outras demências 60.1
Câncer10 de pulmão11, traqueia12 e brônquios13 49.5
Doença pulmonar obstrutiva crônica 42.6
Infecções2 do trato respiratório inferior 38.2
Câncer10 de cólon16 e de reto17 27.5
Diabetes mellitus7 22.6
Doença renal18 18.1
Câncer10 de mama19 15.6

 

No mundo

No mundo Mortes em milhões
Doença cardíaca isquêmica 8.76
Acidentes vasculares3 cerebrais 6.24
Infecções2 do trato respiratório inferior 3.19
Doença pulmonar obstrutiva crônica 3.17
Câncer10 de pulmão11, traqueia12 e brônquios13 1.69
Diabetes Mellitus7 1.59
Alzheimer14 e outras demências 1.54
Diarreias 1.39
Tuberculose5 1.37
Acidentes de trânsito 1.34

 

Fonte: OMS

Veja o documento completo em: The top 10 causes of death

NEWS.MED.BR, 2017. OMS divulga as dez principais causas de morte no mundo. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/222530/oms-divulga-as-dez-principais-causas-de-morte-no-mundo.htm>. Acesso em: 11 dez. 2018.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
4 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
5 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
6 Asfixia: 1. Dificuldade ou impossibilidade de respirar, que pode levar à anóxia. Ela pode ser causada por estrangulamento, afogamento, inalação de gases tóxicos, obstruções mecânicas ou infecciosas das vias aéreas superiores, etc. 2. No sentido figurado, significa sujeição à tirania; opressão e/ou cobrança de posições morais ou sociais que dão origem à privação de certas liberdades.
7 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
8 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.
9 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
10 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
11 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
12 Traqueia: Conduto músculo-membranoso com cerca de 22 centímetros no homem e de 18 centímetros na mulher. Da traqueia distingue-se uma parte que faz continuação direta à laringe (porção cervical) e uma parte que está situada no tórax (porção torácica). Possui anéis cartilaginosos em número variável de 12 a 16, unidos entre si por tecido fibroso. Destina-se à passagem do ar. A traqueia é revestida com epitélio ciliar que auxilia a filtração do ar inalado.
13 Brônquios: A maior passagem que leva ar aos pulmões originando-se na bifurcação terminal da traquéia. Sinônimos: Bronquíolos
14 Alzheimer: Doença degenerativa crônica que produz uma deterioração insidiosa e progressiva das funções intelectuais superiores. É uma das causas mais freqüentes de demência. Geralmente começa a partir dos 50 anos de idade e tem incidência similar entre homens e mulheres.
15 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
16 Cólon:
17 Reto: Segmento distal do INTESTINO GROSSO, entre o COLO SIGMÓIDE e o CANAL ANAL.
18 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
19 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
Gostou do artigo? Compartilhe!