Gostou do artigo? Compartilhe!

WHO: cirurgias mais seguras com novo checklist

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Um checklist simples, desenvolvido por especialistas e lançado pela World Health Organization (WHO) em 25 de junho de 2008, pode reduzir pela metade os sete milhões de casos de complicações pós-operatórias em cirurgias de grande porte no mundo. Contar as compressas usadas na cirurgia, indagar sobre alergias, marcar o local em que será feito o ato cirúrgico, verificar se o paciente na sala cirúrgica é realmente o que fará determinada cirurgia e conferir o material usado no ato cirúrgico pode salvas vidas.

 

Considerando a segurança das cirurgias realizadas no mundo, a WHO desenvolveu, juntamente com especialistas, um checklist que pretende reduzir pela metade o número de complicações pós-operatórias. O objetivo final do checklist (WHO Surgical Safety Checklist) é ajudar as equipes cirúrgicas a seguirem consistentemente algumas etapas cruciais de segurança, minimizando os riscos mais comuns e evitáveis de complicações em pacientes cirúrgicos.

 

Dados publicados pela WHO:

 

  • Cerca de 234 milhões de cirurgias de grande porte são realizadas no mundo. Isto significa que uma em cada 25 pessoas passa por uma cirurgia de grande porte a cada ano. Outras 63 milhões fazem cirurgias para tratar traumas, 10 milhões por complicações relacionadas à gravidez1 e mais 31 milhões para tratar câncer2.

  • Estudos sugerem que as complicações pós-operatórias são resultado da falta de habilidade e de internações prolongadas em 3 a 25% dos pacientes hospitalizados - pelo menos 7 milhões de pacientes podem ter complicações no pós-operatório anualmente.

  • A mortalidade3 relatada após cirurgias de grande porte é de 0,4 a 10% - uma estimativa de que pelo menos 1 milhão de pacientes morram a cada ano durante ou após uma grande cirurgia.

  • A maioria dos procedimentos cirúrgicos não é registrada. É essencial avaliar os cuidados pré, per e pós-operatórios para promover segurança, prevenir doenças e melhorar os cuidados médicos no mundo.

  • Quase metade dos eventos danosos (como erros de comunicação, prescrição incorreta e erros técnicos) que afetam pacientes em hospitais estão relacionados a procedimentos cirúrgicos. Evidências sugerem que pelo menos metade desses eventos são preveníveis quando cuidados padronizados e ferramentas de segurança como cheklists são usados de forma sistemática.

 

Veja o checklist completo no manual Save Surgery Saves Lives, divulgado pela WHO em:

Save Surgery Saves Lives

 

NEWS.MED.BR, 2008. WHO: cirurgias mais seguras com novo checklist. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/19845/who+cirurgias+mais+seguras+com+novo+checklist.htm>. Acesso em: 18 set. 2019.

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!