Gostou do artigo? Compartilhe!

Gêmeos "semi-idênticos": segundo caso descrito é publicado pelo NEJM

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A gravidez1 múltipla sesquizigótica é um intermediário excepcional entre a geminação monozigótica e dizigótica. Artigo publicado pelo periódico The New England Journal of Medicine (NEJM) relata o segundo caso de gestação gemelar monocoriônica2 com discordância sexual fetal diagnosticado na Austrália em uma mãe de 28 anos de idade.

Este é o segundo caso de sesquizigose descrito, mas o primeiro caso a ser visto ainda durante a gestação, através de um exame de pré-natal de rotina. A ultrassonografia3 realizada com 6 semanas de gestação mostrou placenta única e o posicionamento das bolsas amnióticas indicava gêmeos idênticos, no entanto, a ultrassonografia3 realizada com 14 semanas de gestação mostrou discordância de sexo entre os gêmeos, um era do sexo masculino e outro era do sexo feminino, o que não é possível em casos de monozigose.

A genotipagem do líquido amniótico4 de cada saco amniótico mostrou que os gêmeos eram maternalmente idênticos, mas dividiam quimicamente 78% do genoma paterno, o que os coloca geneticamente entre monozigóticos (idênticos ou univitelinos) e dizigóticos (fraternos ou bivitelinos), sendo chamados de sesquizigóticos (semi-idênticos).

Não foram observadas evidências de sesquizigose em 968 pares de gêmeos dizigóticos que foram rastreados por meio da genotipagem de polimorfismo de nucleotídeo único5 do pangenoma6. Dados de repositórios publicados também mostram que a sesquizigose é um evento raro. A genotipagem detalhada implica quimerismo7, surgindo na junção da divisão zigótica, denominada heterogonia, como o provável passo inicial na causa da sesquizigose.

Leia mais sobre "A gravidez1 e suas etapas na mãe e no bebê", "Líquido amniótico4", "Parto prematuro", "Entendendo a prematuridade".

 

Fonte: The New England Journal of Medicine (NEJM), em28 de fevereiro de 2019.

 

NEWS.MED.BR, 2019. Gêmeos "semi-idênticos": segundo caso descrito é publicado pelo NEJM. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1334698/gemeos-quot-semi-identicos-quot-segundo-caso-descrito-e-publicado-pelo-nejm.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Monocoriônica: Gravidez monocoriônica é aquela de uma só placenta.
3 Ultrassonografia: Ultrassonografia ou ecografia é um exame complementar que usa o eco produzido pelo som para observar em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas internas do organismo (órgãos internos). Os aparelhos de ultrassonografia utilizam uma frequência variada, indo de 2 até 14 MHz, emitindo através de uma fonte de cristal que fica em contato com a pele e recebendo os ecos gerados, os quais são interpretados através de computação gráfica.
4 Líquido amniótico: Fluido viscoso, incolor ou levemente esbranquiçado, que preenche a bolsa amniótica e envolve o embrião durante toda a gestação, protegendo-o contra infecções e choques mecânicos e térmicos.
5 Polimorfismo de nucleotídeo único: Do inglês “single nucleotide polymorphism“, significa uma variação na sequência de DNA que afeta somente uma base [adenina (A), timina (T), citosina (C) ou guanina (G)] na sequência do genoma entre indivíduos de uma espécie ou entre pares de cromossomos de um indivíduo.
6 Pangenoma: Em biologia molecular, pangenoma ou supragenoma, descreve a coleção de todos os genes em uma espécie (muito aplicado a bactérias que podem ter grande variação no conteúdo genético entre cepas intimamente relacionadas). É um superconjunto de todos os genes de todas as cepas de uma espécie.
7 Quimerismo: Quimerismo genético é o nome que se dá a um animal que tem duas ou mais populações de células geneticamente distintas com origem em zigotos diferentes. Quando as diferentes células surgiram a partir do mesmo zigoto, isso é o chamado mosaico.
Gostou do artigo? Compartilhe!