Gostou do artigo? Compartilhe!

Eluxadoline para pacientes com síndrome do cólon irritável com diarreia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Tratamentos eficazes e seguros são necessários para pacientes1 que têm a síndrome2 do intestino irritável (SCI) com diarreia3. Foram realizados dois ensaios de fase 3 para avaliar a eficácia e a segurança do Eluxadoline, um novo agente oral com efeitos opioides mistos (agonista4 do receptor opioide κ e μ e antagonista5 do receptor opioide δ), em pacientes com SCI com diarreia3.

Os pesquisadores atribuíram aleatoriamente 2.427 adultos que tinham SCI com diarreia3 para receber Eluxadoline (a uma dose de 75 mg ou 100 mg) ou placebo6, duas vezes por dia, durante 26 semanas (SCI-3002 de teste) ou 52 semanas (SCI-3001 de teste). O desfecho primário foi a proporção de doentes que tiveram uma resposta composta com diminuição da dor abdominal e melhoria na consistência das fezes, no mesmo dia, por pelo menos 50% dos dias; das semanas de 1 a 12 e das semanas de 1 a 26.

Durante as semanas 1 a 12, mais pacientes nos grupos Eluxadoline (75 mg e 100 mg) do que no grupo placebo6 atingiram o desfecho primário (SCI-3001 julgamento, 23,9% com a dose de 75 mg e 25,1% com o 100 mg de dose vs. 17,1% com placebo6; P=0,01 e P=0,004, respectivamente; SCI -3002 julgamento, 28,9% e 29,6%, respectivamente, vs. 16,2%; P<0,001 para ambas as comparações).

Durante as semanas 1 a 26, as taxas correspondentes em SCI-3001 foram 23,4% e 29,3% versus 19,0% (P=0,11 e P<0,001, respectivamente), e as taxas correspondentes em SCI-3002 foram 30,4% e 32,7% versus 20,2 % (P=0,001 e P<0,001, respectivamente). Os eventos adversos mais comuns associados com 75 mg e 100 mg de Eluxadoline, em comparação com o placebo6, foram náuseas7 (8,1% e 7,5% vs. 5,1%), constipação8 (7,4% e 8,6% vs. 2,5%) e dor abdominal (5,8% e 7,2% vs. 4,1%). Pancreatite9 ocorreu em cinco (2 no grupo de 75 mg e 3 no grupo de 100 mg) de 1.666 pacientes na população de segurança (0,3%).

Concluiu-se que o Eluxadoline é um novo agente terapêutico que reduziu os sintomas10 da CSI com diarreia3, em homens e mulheres, com eficácia sustentada ao longo de seis meses em pacientes que receberam a dose de 100 mg, duas vezes por dia.

Fonte: The New England Journal of Medicine, de 21 de janeiro de 2016

NEWS.MED.BR, 2016. Eluxadoline para pacientes com síndrome do cólon irritável com diarreia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/816819/eluxadoline-para-pacientes-com-sindrome-do-colon-irritavel-com-diarreia.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
3 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
4 Agonista: 1. Em farmacologia, agonista refere-se às ações ou aos estímulos provocados por uma resposta, referente ao aumento (ativação) ou diminuição (inibição) da atividade celular. Sendo uma droga receptiva. 2. Lutador. Na Grécia antiga, pessoa que se dedicava à ginástica para fortalecer o físico ou como preparação para o serviço militar.
5 Antagonista: 1. Opositor. 2. Adversário. 3. Em anatomia geral, que ou o que, numa mesma região anatômica ou função fisiológica, trabalha em sentido contrário (diz-se de músculo). 4. Em medicina, que realiza movimento contrário ou oposto a outro (diz-se de músculo). 5. Em farmácia, que ou o que tende a anular a ação de outro agente (diz-se de agente, medicamento etc.). Agem como bloqueadores de receptores. 6. Em odontologia, que se articula em oposição (diz-se de ou qualquer dente em relação ao da maxila oposta).
6 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
7 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
8 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
9 Pancreatite: Inflamação do pâncreas. A pancreatite aguda pode ser produzida por cálculos biliares, alcoolismo, drogas, etc. Pode ser uma doença grave e fatal. Os primeiros sintomas consistem em dor abdominal, vômitos e distensão abdominal.
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
Gostou do artigo? Compartilhe!