Gostou do artigo? Compartilhe!

Doença de Chagas: desenvolvimento do medicamento Ravuconazol, promissor para o tratamento da fase crônica da Doença de Chagas, é anunciado pela DNDi em Tóquio

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Eisai (empresa farmacêutica japonesa) e a Iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi - sigla em inglês) anunciaram assinatura de acordo de licença e colaboração para o desenvolvimento clínico de um medicamento promissor para o tratamento da Doença de Chagas1, infecção2 que acomete cerca de 100 milhões de pessoas na América Latina e no Caribe.

O Ravuconazol, medicamento anti-fúngico3 descoberto e desenvolvido pela Eisai, mostrou ter atividade potente contra o microorganismo causador da doença de Chagas1 in vivo e in vitro.

A DNDi deve responsabilizar-se pelo desenvolvimento clínico, avaliação da segurança e da eficácia do E1224, uma “pró-droga” do Ravuconazol, para os pacientes com doença de Chagas1 em países endêmicos.

Dois medicamentos disponíveis e descobertos há algumas décadas têm eficácia limitada na fase crônica desta patologia4 e pouca tolerabilidade em pacientes adultos. A nova medicação pode ser efetiva exatamente para tratar esta fase da doença, nesta faixa etária.

A doença de Chagas1 é transmitida pela picada do barbeiro e muitas vezes o diagnóstico5 e o tratamento são inadequados. Atualmente, um em cada três pacientes desenvolve a forma crônica cardíaca da doença, que leva a um quadro de insuficiência cardíaca6 progressiva de curso fatal.

Fonte: Eisai

NEWS.MED.BR, 2009. Doença de Chagas: desenvolvimento do medicamento Ravuconazol, promissor para o tratamento da fase crônica da Doença de Chagas, é anunciado pela DNDi em Tóquio. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/41668/doenca-de-chagas-desenvolvimento-do-medicamento-ravuconazol-promissor-para-o-tratamento-da-fase-cronica-da-doenca-de-chagas-e-anunciado-pela-dndi-em-toquio.htm>. Acesso em: 26 jan. 2021.

Complementos

1 Doença de Chagas: Doença parasitária transmitida ao homem através da picada do Triatoma infestans (barbeiro). É endêmica em alguns países da América do Sul e associa-se a condições precárias de habitação. Produz em sua forma crônica um distúrbio cardíaco que termina por causar insuficiência cardíaca e distúrbios do ritmo cardíaco.
2 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Fúngico: Relativo à ou produzido por fungo.
4 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
5 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
6 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
Gostou do artigo? Compartilhe!