Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA: Benicar (olmesartana medoxomila), usado para tratar a hipertensão arterial, pode causar diarreia grave e perda de peso substancial

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos, está alertando que medicamentos à base de olmesartana medoxomila (comercializados como Benicar, Benicar HCT, Azor, Tribenzor e genéricos), usados no tratamento da hipertensão arterial1, podem causar problemas intestinais conhecidos como sprue celíaco, enteropatia glúten2 induzida ou sprue não tropical. O FDA aprovou alterações nas bulas desses medicamentos para incluir este alerta.

Os sintomas3 da enteropatia conhecida como sprue celíaco, enteropatia glúten2 induzida ou sprue não tropical incluem diarreia4 grave, crônica, com perda de peso substancial. A enteropatia pode se desenvolver meses ou anos após o início do uso da olmesartana, e às vezes requer hospitalização. Se os pacientes que tomam olmesartana desenvolvem esses sintomas3 e nenhuma outra causa é encontrada, a medicação deve ser descontinuada e a terapia com outro anti-hipertensivo deve ser avaliada. A descontinuação da olmesartana resultou em melhora clínica dos sintomas3 da enteropatia.

A olmesartana medoxomila é um bloqueador do receptor da angiotensina II, aprovado para o tratamento da hipertensão arterial1, isoladamente ou com outros agentes anti-hipertensivos.

O FDA continuará a avaliar a segurança dos produtos que contêm olmesartana e irá se pronunciar novamente se houver alguma informação adicional.

Fonte: FDA, de 3 de julho de 2013

NEWS.MED.BR, 2013. FDA: Benicar (olmesartana medoxomila), usado para tratar a hipertensão arterial, pode causar diarreia grave e perda de peso substancial. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/363709/fda-benicar-olmesartana-medoxomila-usado-para-tratar-a-hipertensao-arterial-pode-causar-diarreia-grave-e-perda-de-peso-substancial.htm>. Acesso em: 13 nov. 2019.

Complementos

1 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
2 Glúten: Substância viscosa, extraída de cereais, depois de eliminado o amido. É uma proteína composta pela mistura das proteínas gliadina e glutenina.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
Gostou do artigo? Compartilhe!