Gostou do artigo? Compartilhe!

Vick VapoRub aumenta a secreção de mucina, diminui a movimentação ciliar e prejudica a eliminação de secreções, segundo artigo da CHEST

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Artigo publicado na revista CHEST por autores americanos mostra que o uso de Vick VapoRub (VVR) para alívio da congestão nasal pode induzir à inflamação1 das vias aéreas e à redução da função mucociliar2. Por ser um irritante, o produto pode aumentar a produção de muco, causar edema3 nas vias aéreas e dificultar o movimento ciliar que ajuda na eliminação de secreções.

Amostras de traquéia4 extirpadas de furões saudáveis, animais que têm anatomia de via respiratória semelhante a dos humanos, foram incubadas em placas5 de cultura marcadas com 200mg de Vick VapoRub. A secreção de mucina foi comparada àquela dos controles sem VVR. A velocidade do transporte mucociliar2 traqueal foi medida pela cronometragem do movimento de 4ml de muco através da traquéia4. A freqüência de batimento ciliar foi medida utilizando vídeo-microscopia. Furões anestesiados e intubados inalaram placebo6 ou VVR que foram colocados no tubo endotraqueal. Foram avaliados tanto os furões saudáveis, quanto aqueles nos quais foi induzida a inflamação1 traqueal com endotoxina7 bacteriana (um lipopolissacarídeo). A secreção de mucina foi medida utilizando um ensaio de lectina ligante de enzima8 e a água do pulmão9 foi calculada pela razão de peso úmido/peso seco.

Os autores concluíram que o VVR estimula a secreção de mucina e a velocidade do transporte mucociliar2 traqueal nas vias aéreas de furão inflamadas pelo lipopolissacarídeo. Estes resultados são semelhantes à estimulação inflamatória aguda observada com a exposição aos irritantes e pode levar à obstrução de pequenas vias aéreas por muco e aumentar a resistência nasal.

A recomendação é para não aplicar o produto abaixo do nariz10 ou diretamente no nariz10 de ninguém e nunca usá-lo em crianças abaixo dos dois anos de idade. Bebês11 e crianças têm vias aéreas mais estreitas e qualquer aumento do muco ou edema3 (inchaço12) das vias aéreas podem estreitá-las, causando obstruções graves.

Fonte: CHEST – Volume 135 n°.1

NEWS.MED.BR, 2009. Vick VapoRub aumenta a secreção de mucina, diminui a movimentação ciliar e prejudica a eliminação de secreções, segundo artigo da CHEST. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/33568/vick-vaporub-aumenta-a-secrecao-de-mucina-diminui-a-movimentacao-ciliar-e-prejudica-a-eliminacao-de-secrecoes-segundo-artigo-da-chest.htm>. Acesso em: 8 dez. 2022.

Complementos

1 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
2 Mucociliar: O aparelho mucociliar tem como principal função a remoção de partículas ou substâncias potencialmente agressivas ao trato respiratório através do transporte pelos cílios, ou alternativamente, pela tosse e espirro, nos quadros de hiperprodução de muco, como rinite alérgica, rinossinusites, bronquite crônica, fibrose cística e asma.
3 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
4 Traquéia: Tubo cartilaginoso e membranoso que desce a partir da laringe e ramifica-se em brônquios direito e esquerdo.
5 Placas: 1. Lesões achatadas, semelhantes à pápula, mas com diâmetro superior a um centímetro. 2. Folha de material resistente (metal, vidro, plástico etc.), mais ou menos espessa. 3. Objeto com formato de tabuleta, geralmente de bronze, mármore ou granito, com inscrição comemorativa ou indicativa. 4. Chapa que serve de suporte a um aparelho de iluminação que se fixa em uma superfície vertical ou sobre uma peça de mobiliário, etc. 5. Placa de metal que, colocada na dianteira e na traseira de um veículo automotor, registra o número de licenciamento do veículo. 6. Chapa que, emitida pela administração pública, representa sinal oficial de concessão de certas licenças e autorizações. 7. Lâmina metálica, polida, usualmente como forma em processos de gravura. 8. Área ou zona que difere do resto de uma superfície, ordinariamente pela cor. 9. Mancha mais ou menos espessa na pele, como resultado de doença, escoriação, etc. 10. Em anatomia geral, estrutura ou órgão chato e em forma de placa, como uma escama ou lamela. 11. Em informática, suporte plano, retangular, de fibra de vidro, em que se gravam chips e outros componentes eletrônicos do computador. 12. Em odontologia, camada aderente de bactérias que se forma nos dentes.
6 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
7 Endotoxina: Toxina produzida no interior de células de micro-organismos e que não é secretada para o meio externo.
8 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
9 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
10 Nariz: Estrutura especializada que funciona como um órgão do sentido do olfato e que também pertence ao sistema respiratório; o termo inclui tanto o nariz externo como a cavidade nasal.
11 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
12 Inchaço: Inchação, edema.
Gostou do artigo? Compartilhe!