Atalho: 6EXYN7J
Gostou do artigo? Compartilhe!

Finasterida: eventos sexuais adversos podem continuar mesmo após a suspensão da medicação, segundo informações do FDA

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Em 11 de abril de 2012, o Food and Drug Administration (FDA) anunciou mudanças nas bulas do Propecia (finasterida 1 mg) e do Proscar (finasterida 5 mg), expandindo a lista de eventos adversos sexuais relatados, uma vez que alguns desses eventos foram observados mesmo após a suspensão da medicação (notar que a disfunção erétil foi adicionada como um evento conhecido em 2011).

As principais alterações na bula incluem:

  • A revisão da bula do Propecia para incluir distúrbios da libido1, distúrbios da ejaculação2 e distúrbios de orgasmo que continuaram após a descontinuação da droga.
  • A revisão da bula do Proscar para incluir diminuição da libido1 que continuou após a descontinuação da droga.
  • A revisão de ambas as bulas para incluir uma descrição de relatos de infertilidade3 masculina e/ou da qualidade do sêmen4 que normalizaram ou melhoraram após a descontinuação da droga.

Apesar do fato de que claras relações causais não foram estabelecidas entre o uso de finasterida (Propecia e Proscar) e eventos adversos sexuais, os casos sugerem uma ampla gama de efeitos adversos relatados em pacientes que tomam estes medicamentos. As informações sobre esses eventos adversos podem ser importantes individualmente. Assim, os médicos e os pacientes precisam estar cientes deles, como parte de uma discussão sobre os riscos e os benefícios da finasterida ao determinar as melhores opções de tratamento.

Proscar e Propecia contêm o ingrediente ativo finasterida e pertencem a uma classe de medicamentos chamada “inibidores da 5-alfa-redutase”. O Proscar (finasterida 5 mg) foi aprovado pelo FDA em 1992, e é indicado para o tratamento de sintomas5 incômodos da hiperplasia6 benigna da próstata7 (também conhecida como HBP ou aumento da próstata7) e para reduzir o risco de retenção urinária8 ou a necessidade de cirurgia relacionada com HBP. Já o Propecia (finasterida 1 mg) foi aprovado pelo FDA em 1997, para utilização no tratamento da queda capilar9 de padrão masculino, podendo ser usado apenas em homens.

O FDA acredita que a finasterida continua sendo uma droga segura e eficaz para as indicações aprovadas. Os profissionais de saúde10 e pacientes devem considerar esta informação nova ao decidir a melhor opção de tratamento.

Fonte: FDA

NEWS.MED.BR, 2012. Finasterida: eventos sexuais adversos podem continuar mesmo após a suspensão da medicação, segundo informações do FDA. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/294525/finasterida-eventos-sexuais-adversos-podem-continuar-mesmo-apos-a-suspensao-da-medicacao-segundo-informacoes-do-fda.htm>. Acesso em: 28 nov. 2020.

Complementos

1 Libido: Desejo. Procura instintiva do prazer sexual.
2 Ejaculação: 1. Ato de ejacular. Expulsão vigorosa; forte derramamento (de líquido); jato. 2. Em fisiologia, emissão de esperma pela uretra no momento do orgasmo. 3. Por extensão de sentido, qualquer emissão. 4. No sentido figurado, fartura de palavras; arrazoado.
3 Infertilidade: Capacidade diminuída ou ausente de gerar uma prole. O termo não implica a completa inabilidade para ter filhos e não deve ser confundido com esterilidade. Os clínicos introduziram elementos físicos e temporais na definição. Infertilidade é, portanto, freqüentemente diagnosticada quando, após um ano de relações sexuais não protegidas, não ocorre a concepção.
4 Sêmen: Sêmen ou esperma. Líquido denso, gelatinoso, branco acinzentado e opaco, que contém espermatozoides e que serve para conduzi-los até o óvulo. O sêmen é o líquido da ejaculação. Ele é composto de plasma seminal e espermatozoides. Este plasma contém nutrientes que alimentam e protegem os espermatozoides.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Hiperplasia: Aumento do número de células de um tecido. Pode ser conseqüência de um estímulo hormonal fisiológico ou não, anomalias genéticas no tecido de origem, etc.
7 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
8 Retenção urinária: É um problema de esvaziamento da bexiga causado por diferentes condições. Normalmente, o ato miccional pode ser iniciado voluntariamente e a bexiga se esvazia por completo. Retenção urinária é a retenção anormal de urina na bexiga.
9 Capilar: 1. Na medicina, diz-se de ou tubo endotelial muito fino que liga a circulação arterial à venosa. Qualquer vaso. 2. Na física, diz-se de ou tubo, em geral de vidro, cujo diâmetro interno é diminuto. 3. Relativo a cabelo, fino como fio de cabelo.
10 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!