Atalho: 6A0IHYM
Gostou do artigo? Compartilhe!

Dabigatrana associada a maior risco de eventos coronarianos agudos, em estudo publicado pelo Archives of Internal Medicine

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisa publicada pela revista científica Archives of Internal Medicine relata que o uso de etexilato de dabigatrana (Pradaxa) está associado com um risco aumentado de infarto do miocárdio1 ou síndrome2 coronariana aguda em um amplo espectro de pacientes.

O ensaio clínico original RELY (Randomized Evaluation of Long-term Anticoagulant Therapy) já havia sugerido um risco ligeiramente aumentado de infarto do miocárdio1 (IAM) com o uso de etexilato de dabigatrana versus varfarina em pacientes com fibrilação atrial. Os pesquisadores continuaram avaliando o risco desta condição ou da síndrome2 coronariana aguda com o uso de dabigatrana.

Foi realizada uma revisão sistemática de dados do PubMed, Scopus e Web of Science com estudos clínicos randomizados sobre dabigatrana que informavam sobre IAM ou síndrome2 coronariana aguda (SCA) como desfechos secundários.

Sete ensaios clínicos3 foram selecionados (n = 30.514), incluindo dois estudos de profilaxia de acidente vascular cerebral4 (AVC) em pacientes com fibrilação atrial, um de tromboembolismo5 venoso agudo6, um de SCA e três de curto prazo na profilaxia da trombose venosa profunda7. Os grupos controle receberam varfarina, enoxaparina ou administração de placebo8.

A dabigatrana foi significativamente associada com um risco maior de infarto do miocárdio1 ou síndrome2 coronariana aguda, quando comparada aos outros agentes utilizados na pesquisa, em um amplo espectro de pacientes. Os médicos devem considerar a potencial gravidade desses efeitos cardiovasculares nocivos provenientes do uso de dabigatrana.

Fonte: Archives of Internal Medicine, publicação online de 9 de janeiro de 2012

 

NEWS.MED.BR, 2012. Dabigatrana associada a maior risco de eventos coronarianos agudos, em estudo publicado pelo Archives of Internal Medicine. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/254615/dabigatrana-associada-a-maior-risco-de-eventos-coronarianos-agudos-em-estudo-publicado-pelo-archives-of-internal-medicine.htm>. Acesso em: 16 dez. 2019.

Complementos

1 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
3 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
4 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
5 Tromboembolismo: Doença produzida pela impactação de um fragmento de um trombo. É produzida quando este se desprende de seu lugar de origem, e é levado pela corrente sangüínea até produzir a oclusão de uma artéria distante do local de origem do trombo. Esta oclusão pode ter diversas conseqüências, desde leves até fatais, dependendo do tamanho do vaso ocluído e do tipo de circulação do órgão onde se deu a oclusão.
6 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
7 Trombose Venosa Profunda: Caracteriza-se pela formação de coágulos no interior das veias profundas da perna. O que mais chama a atenção é o edema (inchaço) e a dor, normalmente restritos a uma só perna. O edema pode se localizar apenas na panturrilha e pé ou estar mais exuberante na coxa, indicando que o trombo se localiza nas veias profundas dessa região ou mais acima da virilha. Uma de suas principais conseqüências a curto prazo é a embolia pulmonar, que pode deixar seqüelas ou mesmo levar à morte. Fatores individuais de risco são: varizes de membros inferiores, idade maior que 40 anos, obesidade, trombose prévia, uso de anticoncepcionais, terapia de reposição hormonal, entre outras.
8 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
Gostou do artigo? Compartilhe!