Gostou do artigo? Compartilhe!

Meta-análise sugere que Rimonabanto pode dobrar o risco de depressão e ansiedade

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Entrevista com Arne Astrup, da Universidade de Copenhagem - Dinamarca, no The Lancet Podcast, discute os efeitos colaterais1 do Rimonabanto e sugere que o medicamento, indicado para o tratamento da obesidade2, pode dobrar o risco de uma pessoa ter ansiedade e depressão.


Os pesquisadores fizeram uma meta-análise de 4 estudos envolvendo mais de 4000 pacientes usando 20 miligramas de Rimonabanto. Os resultados mostraram que os pacientes em uso da medicação eram 2,5 vezes e 3 vezes mais prováveis de parar de usar o medicamento devido a distúrbios depressivos e ansiedade, respectivamente, quando comparados àqueles que usavam placebo3.


Fonte: The Lancet

 

Leia também:


FDA não libera aprovação do Rimonabanto e discute seus efeitos colaterais1 psiquiátricos e neurológicos

 

ANVISA aprova o registro do Acomplia® (Rimonabanto) para o tratamento de pacientes obesos, ou com sobrepeso4, e com fatores de risco cardiometabólicos associados como diabetes tipo 25 ou dislipidemia

 

NEWS.MED.BR, 2007. Meta-análise sugere que Rimonabanto pode dobrar o risco de depressão e ansiedade. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/12192/meta-analise-sugere-que-rimonabanto-pode-dobrar-o-risco-de-depressao-e-ansiedade.htm>. Acesso em: 28 nov. 2020.

Complementos

1 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
2 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
3 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
4 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
5 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
Gostou do artigo? Compartilhe!