Atalho: 5GS5VS3
Gostou do artigo? Compartilhe!

Novidades em medicamentos: Factive, novo antibiótico da Aché, e YAZ, contraceptivo da Schering do Brasil que alivia a TPM

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Factive: novidade da Aché para o tratamento de infecções1 respiratórias

 

O novo antibiótico Factive (mesilato de gemifloxacino), da Aché, chega às farmácias brasileiras em junho de 2007.

Indicado para o tratamento de infecções1 do trato respiratório (especialmente pneumonia2, sinusite3, exacerbação aguda da bronquite crônica4 e sinusite3 bacteriana aguda) possui posologia cômoda, com dose única diária, tratamento durante cinco dias e menor incidência5 de reações adversas quando comparado às opções disponíveis no mercado.

Disponível na apresentação de 320 mg, em caixas contendo cinco ou sete comprimidos.

 

YAZ: novo contraceptivo da Schering do Brasil

 

YAZ é uma nova pílula anticoncepcional com baixas doses hormonais em sua composição - Drosperinona (3 mg) e Etinilestradiol (0,02 mg). Foi lançada no Brasil no dia nove de maio de 2007 e aprovada nos Estados Unidos pelo Food and Drug Administration (FDA).

YAZ possui efeitos antimineralocorticóide e antiandrogênico que reduzem a retenção de líquido de origem hormonal e aliviam os sintomas6 físicos e emocionais de mulheres que sofrem com a Tensão Pré Menstrual e que desejam evitar filhos com anticoncepcional oral. Auxilia também na melhora da pele7 com acne8.

Trata-se de um cartucho com um blíster-calendário de 24 comprimidos revestidos. As mulheres devem ingerir uma pílula por dia durante 24 dias e fazer uma pausa de 4 dias, quando ocorrerá um sangramento por privação hormonal semelhante à menstruação9.

NEWS.MED.BR, 2007. Novidades em medicamentos: Factive, novo antibiótico da Aché, e YAZ, contraceptivo da Schering do Brasil que alivia a TPM. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/11361/novidades-em-medicamentos-factive-novo-antibiotico-da-ache-e-yaz-contraceptivo-da-schering-do-brasil-que-alivia-a-tpm.htm>. Acesso em: 21 nov. 2019.

Complementos

1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Pneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar. Sua causa mais freqüente é a infecção bacteriana, apesar de que pode ser produzida por outros microorganismos. Manifesta-se por febre, tosse, expectoração e dor torácica. Em pacientes idosos ou imunodeprimidos pode ser uma doença fatal.
3 Sinusite: Infecção aguda ou crônica dos seios paranasais. Podem complicar o curso normal de um resfriado comum, acompanhando-se de febre e dor retro-ocular.
4 Bronquite crônica: Inflamação persistente da mucosa dos brônquios, em geral produzida por tabagismo, e caracterizada por um grande aumento na produção de muco bronquial que produz tosse e expectoração durante pelo menos três meses consecutivos durante dois anos.
5 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
8 Acne: Doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. As lesões começam a surgir na puberdade, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.
9 Menstruação: Sangramento cíclico através da vagina, que é produzido após um ciclo ovulatório normal e que corresponde à perda da camada mais superficial do endométrio uterino.
Gostou do artigo? Compartilhe!