Gostou do artigo? Compartilhe!

Neurology: herpes zóster que ocorre antes dos 40 anos pode ser um fator de risco para ataque isquêmico transitório (TIA) e infarto do miocárdio

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Um estudo retrospectivo1, publicado pela revista Neurology, avaliou se o herpes zóster (HZ) pode ser um fator de risco2 para doença vascular3 cerebral (acidente vascular cerebral4 ou AVC e ataque isquêmico5 transitório ou TIA) e infarto do miocárdio6 (IAM).

O AVC e o TIA são complicações reconhecidas do herpes zóster agudo7. Neste estudo, avaliou-se o herpes zóster (HZ) como um fator de risco2 para doença vascular3 cerebral (AVC e TIA) e infarto do miocárdio6 (IAM) em uma coorte8 população do Reino Unido.

Uma coorte8 retrospectiva de 106.601 casos de HZ e 213.202 controles pareados por idade, sexo e prática geral foi identificada a partir do banco de dados de clínica geral do The Improvement Network Health. Modelos proporcionais de Cox foram utilizados para analisar os riscos de acidente vascular cerebral4, TIA e IAM em casos e controles, ajustados para fatores de risco vasculares9, incluindo índice de massa corporal10>30 kg/m², tabagismo, colesterol11>6,2 mmol/L12, hipertensão arterial13, diabetes mellitus14, doença isquêmica cardíaca, fibrilação atrial, claudicação15 arterial intermitente16, estenose17 de carótida e doença cardíaca valvular, até 24 anos (média de 6,3 anos) após a ocorrência do HZ.

Os fatores de risco para doença vascular3 foram significativamente aumentados em casos de HZ em comparação aos controles. A taxa de incidência18 de TIA e de IAM, mas não de AVC foram aumentadas em todos os pacientes com HZ. No entanto, os cursos de TIA e IAM foram aumentados nos casos em que o HZ ocorreu quando os pacientes tinham idade inferior a 40 anos. Pacientes com menos de 40 anos eram significativamente menos perguntados sobre os fatores de risco vasculares9 do que os pacientes mais velhos (p<0,001).

Concluiu-se que o herpes zóster é um fator de risco2 independente para doença vascular3, na população do Reino Unido, especialmente para TIA e IAM em indivíduos afetados por esta virose antes dos 40 anos de idade. Em indivíduos mais velhos, a melhor apuração dos fatores de risco vasculares9 e a intervenção precoce podem explicar a redução no risco de acidente vascular cerebral4 após a ocorrência de HZ.

Fonte: Neurology - The Official Journal of the American Academy of Neurology

NEWS.MED.BR, 2014. Neurology: herpes zóster que ocorre antes dos 40 anos pode ser um fator de risco para ataque isquêmico transitório (TIA) e infarto do miocárdio. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/518077/neurology-herpes-zoster-que-ocorre-antes-dos-40-anos-pode-ser-um-fator-de-risco-para-ataque-isquemico-transitorio-tia-e-infarto-do-miocardio.htm>. Acesso em: 14 jul. 2020.

Complementos

1 Retrospectivo: Relativo a fatos passados, que se volta para o passado.
2 Fator de risco: Qualquer coisa que aumente a chance de uma pessoa desenvolver uma doença.
3 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
4 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
5 Isquêmico: Relativo à ou provocado pela isquemia, que é a diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea, numa parte do organismo, ocasionada por obstrução arterial ou por vasoconstrição.
6 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
7 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
8 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
9 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
10 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
11 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
12 Mmol/L: Milimols por litro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
13 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
14 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
15 Claudicação: 1. Falta de certeza; vacilação, hesitação. 2. No sentido figurado, pequeno erro; deslize, falta. 3. Pequena falha ou deficiência; imperfeição.
16 Intermitente: Nos quais ou em que ocorrem interrupções; que cessa e recomeça por intervalos; intervalado, descontínuo. Em medicina, diz-se de episódios de febre alta que se alternam com intervalos de temperatura normal ou cujas pulsações têm intervalos desiguais entre si.
17 Estenose: Estreitamento patológico de um conduto, canal ou orifício.
18 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!