Gostou do artigo? Compartilhe!

Global Burden of Disease Study 2013: estudo mostra impacto da hepatite viral no mundo

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Com as recentes melhorias em vacinas e tratamentos contra a hepatite1 viral, uma melhor compreensão do ônus desta patologia2 faz-se necessária para informar as estratégias de intervenção globais na prevenção de doenças.

Foram utilizados dados do estudo Global Burden of Disease (GBD) Study para estimar a morbidade3 e mortalidade4 da hepatite1 viral aguda, cirrose5 e câncer6 de fígado7 causados pela hepatite1 viral - por idade, sexo e nacionalidade - entre 1990 e 2013.

O estudo, com publicação online pelo periódico The Lancet, estimou a mortalidade4 por meio de modelos de história natural para infecções8 de hepatite1 aguda e modelo de conjunto de causa da morte do GBD para cirrose5 e câncer6 de fígado7. Foi usada meta-regressão para estimar a prevalência9 total de cirrose5 e de câncer6 de fígado7, bem como a proporção de cirrose5 e câncer6 de fígado7 atribuíveis a cada causa. Estimou-se a prevalência9 causa específica como o produto da prevalência9 total e da proporção atribuível a uma causa específica. Os anos de vida ajustados por incapacidade (DALYs) foram calculados, assim como a soma dos anos de vida perdidos (YLLs) e os anos vividos com incapacidade (YLDs).

Entre 1990 e 2013, as mortes globais por hepatite1 viral aumentaram de 0,89 milhões a 1,45 milhões; YLLs de 31 milhões a 41,6 milhões; YLDs de 0,65 milhões a 0,87 milhões e DALYs de 31,7 milhões a 42,5 milhões. Em 2013, a hepatite1 viral foi a sétima causa de morte em todo o mundo, em comparação com o décimo lugar em 1990.

A hepatite1 viral é uma das principais causas de morte e de incapacidade em todo o mundo. Ao contrário da maioria das doenças transmissíveis, a carga absoluta e a posição relativa da hepatite1 viral cresceram entre 1990 e 2013. O enorme dano à saúde10 atribuível à hepatite1 viral e a disponibilidade de vacinas e de tratamentos eficazes sugerem uma importante oportunidade para melhorar a saúde10 pública.

Conheça assuntos relacionados nos artigos sobre "Hepatites11", "Cirrose5 Hepática12", "Câncer6 de fígado7", "Hepatite1 B" e "Hepatite1 C".

 

Fonte: The Lancet, publicação online, de 6 de julho de 2016

 

NEWS.MED.BR, 2016. Global Burden of Disease Study 2013: estudo mostra impacto da hepatite viral no mundo. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1268808/global-burden-of-disease-study-2013-estudo-mostra-impacto-da-hepatite-viral-no-mundo.htm>. Acesso em: 13 nov. 2019.

Complementos

1 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
2 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
3 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
4 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
5 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.
6 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
7 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
8 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
9 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
10 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
11 Hepatites: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
12 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
Gostou do artigo? Compartilhe!