Gostou do artigo? Compartilhe!

PNAS: exposição prolongada à luz aumenta a adiposidade através da atenuação da atividade do tecido gorduroso marrom

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O aumento da exposição à luz tem sido associado à obesidade1 em seres humanos e ratos. Neste artigo, publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America (PNAS), cientistas elucidaram um mecanismo de base desta associação através da realização de estudos com ratos de laboratório.

O rompimento do ritmo circadiano2 está associado à obesidade1 e a distúrbios relacionados, incluindo a diabetes3 tipo 2 e as doenças cardiovasculares4. Especificamente, períodos prolongados de exposição à luz artificial estão associados com a obesidade1 em seres humanos, embora o mecanismo subjacente ainda não seja claro. Neste trabalho, foi relatado que o aumento das horas diárias de exposição à luz aumenta a adiposidade corporal através da atenuação da atividade do tecido adiposo5 marrom, um dos principais contribuintes do gasto energético. Ratos expostos a um período prolongado de exposição à luz do dia (16 a 24 horas de luz), em comparação com a exposição regular de 12 horas de luz, mostraram um aumento da adiposidade sem afetar a ingestão de alimentos ou a atividade locomotora.

Mecanicamente, foi demonstrado que a exposição prolongada à luz atenua a ativação noradrenérgica do tecido adiposo5 marrom, reduzindo a sinalização intracelular β3-adrenérgica. Concomitantemente, diminui a absorção de ácidos graxos de lipoproteínas ricas em triglicérides6, bem como da glicose7, diminuindo o gasto de energia através da diminuição da conversão de ácidos graxos e glicose7 em calor. Portanto, concluiu-se que a atividade prejudicada do tecido adiposo5 marrom é um mediador importante na associação entre o ritmo circadiano2 e a adiposidade.

Fonte: Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America (PNAS), volume 112, número 21, de 26 de maio de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. PNAS: exposição prolongada à luz aumenta a adiposidade através da atenuação da atividade do tecido gorduroso marrom. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/791527/pnas-exposicao-prolongada-a-luz-aumenta-a-adiposidade-atraves-da-atenuacao-da-atividade-do-tecido-gorduroso-marrom.htm>. Acesso em: 20 out. 2019.

Complementos

1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
2 Ritmo circadiano: Também conhecido como ciclo circadiano, o ritmo circadiano representa o período de um dia (24 horas) no qual se completam as atividades do ciclo biológico dos seres vivos. Uma das funções deste sistema é o ajuste do relógio biológico, controlando o sono e o apetite. Através de um marca-passo interno que se encontra no cérebro, o ritmo circadiano regula tanto os ritmos materiais quanto os psicológicos, o que pode influenciar em atividade como: digestão em vigília, renovação de células e controle de temperatura corporal.
3 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
4 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
5 Tecido Adiposo: Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.
6 Triglicérides: A principal maneira de armazenar os lipídeos no tecido adiposo é sob a forma de triglicérides. São também os tipos de lipídeos mais abundantes na alimentação. Podem ser definidos como compostos formados pela união de três ácidos graxos com glicerol. Os triglicérides sólidos em temperatura ambiente são conhecidos como gorduras, enquanto os líquidos são os óleos. As gorduras geralmente possuem uma alta proporção de ácidos graxos saturados de cadeia longa, já os óleos normalmente contêm mais ácidos graxos insaturados de cadeia curta.
7 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
Gostou do artigo? Compartilhe!