Gostou do artigo? Compartilhe!

The Cochrane Library: suplemento de zinco pode evitar diarreias em crianças

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os benefícios da suplementação1 preventiva de zinco em crianças sobre o crescimento, a saúde2 e a sobrevivência3 superam os danos em regiões com risco relativamente elevado de deficiência de zinco, de acordo com resultados de uma revisão publicada online pelo Cochrane Database of Systematic Reviews.

O zinco é essencial para o bom crescimento e função dos sistemas imunológico, nervoso e reprodutivo. Ele não é sintetizado pelo corpo humano4 e deve vir de fontes dietéticas. Devemos lembrar que os suplementos não são um substituto para uma dieta bem equilibrada.

A deficiência de zinco é prevalente no sudeste da Ásia, África Subsaariana e partes da América Latina. Esta deficiência afeta mais de uma em cada seis pessoas no mundo inteiro e contribui para uma estimativa de 1 em 58 mortes em crianças menores de 5 anos.

Como a deficiência de zinco é comum em países de baixa e média rendas, isso pode prejudicar o crescimento ou agravar a diarreia5, a pneumonia6 e a malária entre as crianças. Estudo de revisão publicado pelo Dr. Mayo -Wilson e colaboradores revisou ensaios clínicos7 randomizados para estimar os efeitos da suplementação1 de zinco em crianças com idades entre 6 meses e 12 anos.

Oitenta ensaios clínicos7 foram incluídos na análise, envolvendo um total de 205.923 crianças. Todos os estudos compararam a suplementação1 preventiva de zinco com o uso de placebo8.

A suplementação1 com zinco foi associada a uma redução estatisticamente significativa na morbidade9 por diarreia5 e com menor incidência10 de todas as causas de diarreia5. Os resultados para a infecção11 do trato respiratório inferior (pneumonia6) e malária foram inconclusivos e com base em evidências de qualidade moderada.

A suplementação1 com zinco também foi ligada a um grande efeito positivo sobre os níveis de zinco e uma pequena melhoria na estatura. No entanto, os autores sugerem que o pequeno tamanho deste efeito pode não ser clinicamente importante.

Em termos de danos, a suplementação1 de zinco foi associada a um efeito negativo sobre o metabolismo12 do cobre e um aumento do número de participantes que tiveram um ou mais episódios de vômitos13. Os níveis de hemoglobina14 ou de ferro não foram claramente afetados pela suplementação1 de zinco.

Na opinião dos pesquisadores, os benefícios da suplementação1 preventiva de zinco superam os danos em regiões onde o risco de deficiência de zinco é relativamente alto. No entanto, eles alertam que são necessárias mais pesquisas para determinar as características ideais da intervenção, como por exemplo a dose da suplementação1.

Fonte: The Cochrane Library

NEWS.MED.BR, 2014. The Cochrane Library: suplemento de zinco pode evitar diarreias em crianças. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/541287/the-cochrane-library-suplemento-de-zinco-pode-evitar-diarreias-em-criancas.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.

Complementos

1 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Sobrevivência: 1. Ato ou efeito de sobreviver, de continuar a viver ou a existir. 2. Característica, condição ou virtude daquele ou daquilo que subsiste a um outro. Condição ou qualidade de quem ainda vive após a morte de outra pessoa. 3. Sequência ininterrupta de algo; o que subsiste de (alguma coisa remota no tempo); continuidade, persistência, duração.
4 Corpo humano: O corpo humano é a substância física ou estrutura total e material de cada homem. Ele divide-se em cabeça, pescoço, tronco e membros. A anatomia humana estuda as grandes estruturas e sistemas do corpo humano.
5 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
6 Pneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar. Sua causa mais freqüente é a infecção bacteriana, apesar de que pode ser produzida por outros microorganismos. Manifesta-se por febre, tosse, expectoração e dor torácica. Em pacientes idosos ou imunodeprimidos pode ser uma doença fatal.
7 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
8 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
9 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
10 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
11 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
12 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
13 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
14 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
Gostou do artigo? Compartilhe!