Gostou do artigo? Compartilhe!

NEJM: ticagrelor mostra-se superior ao clopidogrel na redução do infarto do miocárdio, derrame e morte cardiovascular na síndrome coronariana aguda

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O ticagrelor é um antiplaquetário de uso oral, reversível, inibidor direto da ação do receptor da adenosina difosfato P2Y212 que tem ação mais rápida e mais pronunciada que o clopidogrel.

Em estudo multicêntrico, randomizado1 e duplo-cego foram comparados o ticagrelor (180 mg de dose de ataque, seguida de 90 mg duas vezes ao dia) e o clopidogrel (300 a 600 mg de dose de ataque, seguida de 75 mg/dia) para a prevenção de eventos cardiovasculares em 18.624 pacientes admitidos no hospital com síndrome2 coronariana aguda, com ou sem elevação do segmento ST. Todos os pacientes também receberam AAS 75-100mg/dia.

Após 12 meses de acompanhamento, mortes por causas cardiovasculares, infarto do miocárdio3 e derrame4 ocorreram em 9,8% dos pacientes que receberam ticagrelor comparado a 11,7% dos que receberam clopidogrel. O uso de ticagrelor levou a uma redução significativa do risco de eventos cardiovasculares e mortes, sem aumentar os sangramentos maiores, em comparação ao uso de clopidogrel, nos pacientes com síndrome2 coronariana aguda.

Fonte: The New England Journal of Medicine de 10 de setembro de 2009

NEWS.MED.BR, 2009. NEJM: ticagrelor mostra-se superior ao clopidogrel na redução do infarto do miocárdio, derrame e morte cardiovascular na síndrome coronariana aguda. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/41043/nejm-ticagrelor-mostra-se-superior-ao-clopidogrel-na-reducao-do-infarto-do-miocardio-derrame-e-morte-cardiovascular-na-sindrome-coronariana-aguda.htm>. Acesso em: 18 nov. 2019.

Complementos

1 Randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle – o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
3 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
4 Derrame: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
Gostou do artigo? Compartilhe!