Gostou do artigo? Compartilhe!

Administração precoce de losartan ou enalapril reduz a progressão da retinopatia diabética, de acordo com artigo do New England Journal of Medicine

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Publicado no New England Journal of Medicine, estudo multicêntrico duplo-cego comparou os efeitos do enalapril e do losartan nas funções renal1 e ocular de pacientes com diabetes tipo 12. Um total de 285 pacientes com diabetes tipo 12 foram randomizados com o uso de losartan (dose diária de 100mg), enalapril (dose diária de 20mg) ou placebo3. Após 5 anos de tratamento, nenhuma diferença significativa foi observada na albuminúria4 com a administração precoce dessas duas medicações comparadas ao placebo3. Entretanto, tanto o enalapril como o losartan reduziram a progressão da retinopatia em 65 a 70% dos pacientes, respectivamente. Além disso, efeitos colaterais5 como cetoacidose ou hipoglicemia6 foram semelhantes com o uso de enalapril, losartan ou placebo3.

Fonte: New England Journal of Medicine

NEWS.MED.BR, 2009. Administração precoce de losartan ou enalapril reduz a progressão da retinopatia diabética, de acordo com artigo do New England Journal of Medicine. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/40478/administracao-precoce-de-losartan-ou-enalapril-reduz-a-progressao-da-retinopatia-diabetica-de-acordo-com-artigo-do-new-england-journal-of-medicine.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.

Complementos

1 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
2 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
3 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
4 Albuminúria: Presença de albumina na urina. A albuminúria pode ser um sinal de nefropatia diabética (doença nos rins causada pelas complicações do diabetes mal controlado) ou aparecer em infecções urinárias.
5 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
6 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
Gostou do artigo? Compartilhe!