Atalho: 6UUJSEW
Gostou do artigo? Compartilhe!

Artroplastia total de quadril: mulheres podem estar mais sujeitas a falhas após o procedimento, em artigo publicado pelo periódico JAMA

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A importância do papel do sexo em relação à falha do implante1 após a artroplastia total de quadril (ATQ) é importante para o doente e para a inovação do dispositivo. Para avaliar esta associação foi realizada uma coorte2 prospectiva de pacientes inscritos em um registro de substituição total da articulação do quadril3, de 01 de abril de 2001 até 31 de dezembro de 2010.

A pesquisa foi publicada pelo periódico Journal of the American Medical Association (JAMA) e contou com a participação de 35.140 pacientes submetidos à artroplastia total de quadril (ATQ) primária, eletiva4 e unilateral. As principais medidas de falha da ATQ foram definidas como processos de revisão devido a:

  1. Qualquer razão.
  2. Razão séptica.
  3. Razão asséptica após o procedimento índice.

As mulheres constituíam 57,5% da amostra do estudo e a média de idade dos pacientes foi de 65,7 anos. A maioria das mulheres recebeu cabeça5 femoral de 28 milímetros (28,2% vs 13,1%) e superfícies de metal articulando-se com polietileno (60,6% vs 53,7%) comparadas aos homens. A maioria dos homens recebeu cabeça5 femoral de 36 milímetros ou mais (55,4% vs 32,8%) e superfícies de rolamento de metal com metal (19,4% vs 9,6%). Aos cinco anos de acompanhamento, a sobrevivência6 do implante1 foi de 97,4%. A sobrevivência6 do dispositivo para os homens (97,7%) vs mulheres (97,1%) foi significativamente diferente (P = 0,01). Após ajustes, as razões de falhas para as mulheres foram de 1,29 (IC 95%, 1,11-1,51) para todas as causas de revisão; 1,32 (IC 95%, 1,10-1,58) para a revisão asséptica e 1,17 (IC 95%, 0,81-1,68) para a revisão séptica.

Depois dos ajustes estatísticos necessários, as mulheres tinham um risco 29% maior de falha do implante1 comparadas aos homens após terem feito a artroplastia total de quadril.

Fonte: Journal of the American Medical Association (JAMA), de 18 de fevereiro de 2013 

NEWS.MED.BR, 2013. Artroplastia total de quadril: mulheres podem estar mais sujeitas a falhas após o procedimento, em artigo publicado pelo periódico JAMA. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/338634/artroplastia-total-de-quadril-mulheres-podem-estar-mais-sujeitas-a-falhas-apos-o-procedimento-em-artigo-publicado-pelo-periodico-jama.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.

Complementos

1 Implante: 1. Em cirurgia e odontologia é o material retirado do próprio indivíduo, de outrem ou artificialmente elaborado que é inserido ou enxertado em uma estrutura orgânica, de modo a fazer parte integrante dela. 2. Na medicina, é qualquer material natural ou artificial inserido ou enxertado no organismo. 3. Em patologia, é uma célula ou fragmento de tecido, especialmente de tumores, que migra para outro local do organismo, com subsequente crescimento.
2 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
3 Articulação do Quadril:
4 Eletiva: 1. Relativo à eleição, escolha, preferência. 2. Em medicina, sujeito à opção por parte do médico ou do paciente. Por exemplo, uma cirurgia eletiva é indicada ao paciente, mas não é urgente. 3. Cujo preenchimento depende de eleição (diz-se de cargo). 4. Em bioquímica ou farmácia, aquilo que tende a se combinar com ou agir sobre determinada substância mais do que com ou sobre outra.
5 Cabeça:
6 Sobrevivência: 1. Ato ou efeito de sobreviver, de continuar a viver ou a existir. 2. Característica, condição ou virtude daquele ou daquilo que subsiste a um outro. Condição ou qualidade de quem ainda vive após a morte de outra pessoa. 3. Sequência ininterrupta de algo; o que subsiste de (alguma coisa remota no tempo); continuidade, persistência, duração.
Gostou do artigo? Compartilhe!