Atalho: 6OS01TS
Gostou do artigo? Compartilhe!

BMJ: aumento da ingestão de cálcio pode reduzir o risco de hiperparatireoidismo primário em mulheres

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo de coorte1 prospectivo2, publicado pelo British Medical Journal (BMJ), examinou a associação entre a ingestão de cálcio e o risco de hiperparatireoidismo primário em mulheres e mostrou que o aumento da ingestão deste elemento pode reduzir o risco da doença.

A pesquisa nomeada Nurses’ Health Study I que originalmente recrutou participantes dos 11 estados mais populosos dos Estados Unidos contou com a participação de 58.354 enfermeiras, com idades entre 39 e 66 anos, sem história de hiperparatireoidismo primário. A ingestão de cálcio foi avaliada a cada quatro anos por meio de questionários semiquantitativos sobre a frequência alimentar. O principal resultado foram os novos casos de hiperparatireoidismo confirmados pela revisão dos prontuários médicos.

Durante 22 anos de acompanhamento, foram registrados 277 casos incidentes3 de hiperparatireoidismo primário. As mulheres foram divididas em cinco grupos iguais, de acordo com a ingestão de cálcio na dieta. Após ajustes para idade, índice de massa corporal4, raça e outros fatores, o risco relativo de hiperparatireoidismo primário para as mulheres no grupo com a maior ingestão de cálcio na dieta foi de 0,56 (P=0,009 para a tendência), em comparação com o grupo com o menor consumo. O risco relativo de hiperparatireoidismo primário para as mulheres que tomavam mais de 500 mg/dia de suplementos de cálcio em comparação com as que não usavam suplementos de cálcio foi de 0,41 (P<0,001 para a tendência). As análises, restritas às participantes que faziam exames físicos regulares, não alteraram significativamente a associação entre a ingestão de cálcio e o risco de hiperparatireoidismo primário.

Concluiu-se que o aumento da ingestão de cálcio pode reduzir o risco de hiperparatiroidismo primário em mulheres.

Fonte: British Medical Journal (BMJ), de 18 de outubro de 2012

NEWS.MED.BR, 2012. BMJ: aumento da ingestão de cálcio pode reduzir o risco de hiperparatireoidismo primário em mulheres. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/324100/bmj-aumento-da-ingestao-de-calcio-pode-reduzir-o-risco-de-hiperparatireoidismo-primario-em-mulheres.htm>. Acesso em: 21 nov. 2019.

Complementos

1 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
2 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
3 Incidentes: 1. Que incide, que sobrevém ou que tem caráter secundário; incidental. 2. Acontecimento imprevisível que modifica o desenrolar normal de uma ação. 3. Dificuldade passageira que não modifica o desenrolar de uma operação, de uma linha de conduta.
4 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
Gostou do artigo? Compartilhe!