Atalho: 5ZNVYU8
Gostou do artigo? Compartilhe!

Estatinas em doses altas podem aumentar o risco de diabetes mellitus, segundo artigo do JAMA

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Meta-análise publicada no The Journal of the American Medical Association (JAMA) mostra que altas doses de estatinas podem aumentar o risco de diabetes mellitus1, quando comparadas a doses moderadas da medicação.

Em 5 ensaios clínicos2 com estatinas, envolvendo cerca de 33.000 participantes e com duração média de um ano de seguimento, doses elevadas de estatina (80 mg/dia), foram associadas ao aumento de casos novos de diabetes mellitus1, quando comparadas ao uso de doses moderadas desta medicação. Entretanto, doses elevadas de estatinas protegem mais contra eventos cardiovasculares (infarto do miocárdio3, acidentes vasculares4 cerebrais e morte por doenças cardíacas) do que as doses moderadas.

Os pacientes em uso de estatinas devem ter sua glicemia5 monitorada pelo menos uma vez ao ano. Caso ela esteja elevada, eles devem receber a orientação e o tratamento adequados em cada caso. De acordo com os pesquisadores, apenas 20% dos pacientes em uso de estatinas precisam de doses elevadas. Já 80% usam doses moderadas do medicamento.

Os autores reconhecem algumas limitações da presente pesquisa e relatam que esta hipótese deve ser estudada com novos ensaios clínicos2.

Fonte: JAMA – The Journal of the American Medical Association – Volume 305, número 24 de 22/29 de junho de 2011

 

NEWS.MED.BR, 2011. Estatinas em doses altas podem aumentar o risco de diabetes mellitus, segundo artigo do JAMA. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/221870/estatinas-em-doses-altas-podem-aumentar-o-risco-de-diabetes-mellitus-segundo-artigo-do-jama.htm>. Acesso em: 25 set. 2018.

Complementos

1 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
2 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
3 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
4 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
5 Glicemia: Valor de concentração da glicose do sangue. Seus valores normais oscilam entre 70 e 110 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl).
Gostou do artigo? Compartilhe!