Gostou do artigo? Compartilhe!

A melhor hora para se submeter a uma cirurgia é pela manhã, segundo estudo da Universidade de Duke nos Estados Unidos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Cientistas americanos analisaram a evolução de cerca de 90 mil cirurgias realizadas nos últimos quatro anos no centro médico da Universidade Duke, nos Estados Unidos e constataram que a maior parte das complicações e queixas de desconforto foi registrada nas cirurgias realizadas após às 15 horas. As queixas mais comuns como dor, náusea1, vômitos2 e infecções3 no local da incisão4 cirúrgica foram três vezes mais freqüentes entre os pacientes da tarde do que aqueles operados pela manhã.

O estudo foi publicado na revista Quality & Safety in Health Care. De acordo com os pesquisadores, as razões que explicam o resultado são: cirurgiões, anestesistas e enfermeiros estão muito mais descansados pela manhã e de alguma maneira isso interfere na performance durante a cirurgia e no acompanhamento do pós-operatório. Os pacientes ficam constrangidos de chamar o auxílio de um médico ou enfermeiro à noite, atrasando uma solução para o problema apresentado. Outro motivo diz respeito a uma questão orgânica - a produção de endorfinas, substâncias produzidas pelo corpo para atenuar a dor, é maior pela manhã e à tarde, diminuindo à noite. Em uma cirurgia realizada às 17 horas, por exemplo, o final do efeito da anestesia5 seria sentido à noite, quando a quantidade de endorfinas é menor, o que aumenta a queixa de dor pelo paciente.

Outra questão observada foi o atraso nos resultados dos exames laboratoriais feitos à tarde.

Fonte: Quality & Safety in Health Care

NEWS.MED.BR, 2006. A melhor hora para se submeter a uma cirurgia é pela manhã, segundo estudo da Universidade de Duke nos Estados Unidos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1908/a-melhor-hora-para-se-submeter-a-uma-cirurgia-e-pela-manha-segundo-estudo-da-universidade-de-duke-nos-estados-unidos.htm>. Acesso em: 21 nov. 2019.

Complementos

1 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
2 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
3 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Incisão: 1. Corte ou golpe com instrumento cortante; talho. 2. Em cirurgia, intervenção cirúrgica em um tecido efetuada com instrumento cortante (bisturi ou bisturi elétrico); incisura.
5 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
Gostou do artigo? Compartilhe!