Gostou do artigo? Compartilhe!

A higiene bucal aprimorada está associada à diminuição do risco de diabetes de início recente

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A inflamação1 desempenha um papel importante no desenvolvimento do diabetes2, um importante problema de saúde3 global. A doença periodontal4 também é comum na população em geral. Como a doença periodontal4 e a falta de higiene bucal podem provocar bacteremia5 transitória e inflamação1 sistêmica, hipotetizou-se que a doença periodontal4 e os indicadores de higiene bucal estariam associados à ocorrência de diabetes2 de início recente.

Saiba mais sobre "Diabetes2", "Periodontite" e "Envelhecimento precoce dos dentes".

Neste estudo, publicado pelo periódico Diabetologia, foram analisados dados coletados entre 2003 e 2006 em 188.013 indivíduos da coorte6 NHIS-HEALS (National Health Insurance System-Health Screening Cohort) na Coreia, que não tinham dados ausentes para dados demográficos, histórico médico passado, indicadores de higiene bucal ou resultados laboratoriais.

A presença de doença periodontal4 foi definida com base em uma versão modificada dos códigos da CID-10 (Classificação Internacional de Doenças, sexta edição), se os pedidos de tratamento para periodontite aguda (K052), periodontite crônica (K053) e periodontose (K054) foram feitos mais de duas vezes por um dentista, ou se, de acordo com os registros médicos, os indivíduos receberam tratamento por um dentista para doença periodontal4 com os códigos da CID-10 K052, K053 ou K054.

Comportamentos de higiene bucal (número de escovações de dente7, visita odontológica por qualquer motivo e limpeza dentária profissional) foram coletados como dados autorrelatados de exames de saúde3 bucal. O número de dentes perdidos foi verificado pelos dentistas durante o exame de saúde3 bucal.

A incidência8 de diabetes2 de início recente foi definida de acordo com os códigos E10 – E14 da CID-10. O critério incluiu pelo menos uma reivindicação por ano, tanto para visitar um ambulatório quanto para a admissão que acompanha os registros de prescrição de qualquer agente redutor de glicose9, ou foi baseado em glicose9 plasmática em jejum ≥7 mmol/l10 do NHIS-HEALS.

Dos indivíduos incluídos, 17,5% apresentavam doença periodontal4. Após um acompanhamento médio de 10,0 anos, o diabetes2 se desenvolveu em 31.545 (taxa de eventos: 16,1%, IC 95% 15,9% a 16,3%).

Em modelos multivariáveis, após ajuste para dados demográficos, exercício físico regular, consumo de álcool, tabagismo, fatores de risco vasculares11, histórico de malignidade e achados laboratoriais, presença de doença periodontal4 (HR 1,09, IC 95% 1,07-1,12, p <0,001) e o número de dentes perdidos (≥15 dentes) permaneceram associados positivamente à ocorrência de diabetes2 de início recente (HR 1,21, IC 95% 1,09-1,33, p <0,001, p para tendência <0,001). Escovação dentária frequente (≥3 vezes/dia) associou-se negativamente à ocorrência de diabetes2 de início recente (HR 0,92, IC 95% 0,89-0,95, p <0,001, p para tendência <0,001).

A escovação frequente dos dentes pode ser um fator atenuante e a presença de doença periodontal4 e um número aumentado de dentes ausentes pode ser um fator que aumenta a ocorrência de diabetes2 de início recente. Melhorar a higiene bucal pode estar associado a um risco reduzido de ocorrência de diabetes2 de início recente.

Leia também sobre "Higiene dental infantil" e "Diabetes2 na adolescência".

 

Fonte: Diabetologia, publicação em 02 de março de 2020.

 

NEWS.MED.BR, 2020. A higiene bucal aprimorada está associada à diminuição do risco de diabetes de início recente. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1362338/a-higiene-bucal-aprimorada-esta-associada-a-diminuicao-do-risco-de-diabetes-de-inicio-recente.htm>. Acesso em: 7 abr. 2020.

Complementos

1 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
2 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
3 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
4 Periodontal: Relativo ao ou próprio do tecido em torno dos dentes, o periodonto. O periodonto é o tecido conjuntivo que fixa o dente no alvéolo.
5 Bacteremia: Presença de bactérias no sangue, porém sem que as mesmas se multipliquem neste. Quando elas se multiplicam no sangue chamamos “septicemia”.
6 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
7 Dente: Uma das estruturas cônicas duras situadas nos alvéolos da maxila e mandíbula, utilizadas na mastigação e que auxiliam a articulação. O dente é uma estrutura dérmica composta de dentina e revestida por cemento na raiz anatômica e por esmalte na coroa anatômica. Consiste numa raiz mergulhada no alvéolo, um colo recoberto pela gengiva e uma coroa, a parte exposta. No centro encontra-se a cavidade bulbar preenchida com retículo de tecido conjuntivo contendo uma substância gelatinosa (polpa do dente) e vasos sangüíneos e nervos que penetram através de uma abertura ou aberturas no ápice da raiz. Os 20 dentes decíduos ou dentes primários surgem entre o sexto e o nono e o vigésimo quarto mês de vida; sofrem esfoliação e são substituídos pelos 32 dentes permanentes, que aparecem entre o quinto e sétimo e entre o décimo sétimo e vigésimo terceiro anos. Existem quatro tipos de dentes
8 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
9 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
10 Mmol/L: Milimols por litro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
11 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!