Atalho: 5RC9X3W
Gostou do artigo? Compartilhe!

Estudos apontam prós e contras para o uso medicinal do vinho

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia
O uso medicinal do vinho é uma prática que data de mais de 2.000 anos. Entre suas propriedades medicinais estão os efeitos no sistema cardiovascular1, a ação anti-aterogênica, a interferência na redução da agregação plaquetária e a grande quantidade de polifenóis, que são antissépticos2, antiviróticos, protetores dos vasos sangüíneos3 e antioxidantes.

O consumo moderado, com pequenas variações, pode ser definido como sendo a ingestão máxima de 59,2g de álcool por dia. Isso equivale a cerca de meia garrafa de um vinho com 15% de álcool, quase 2 garrafas de cerveja com 5% de álcool, ou, ainda, 2 doses de destilado com teor alcoólico de 50%.

Além dos efeitos cardiovasculares, o consumo moderado de vinho pode atuar beneficamente no organismo melhorando a qualidade de vida dos idosos e aliviando o estresse.

Entretanto, mesmo o consumo moderado de álcool aumenta o risco de doenças como o câncer4 de mama5 e de intestino grosso6. No caso de indivíduos que já possuam o risco de desenvolver essas doenças, não se aconselha o uso.

O uso indiscriminado de bebidas alcoólicas, inclusive de vinho, por razões de saúde7, não deve ser incentivado. No entanto, se os riscos forem criteriosamente avaliados, o consumo moderado pode ser benéfico para muitas pessoas.

Fonte: The New England Journal of Medicine
The Journal of the American Medical Association
The Lancet
NEWS.MED.BR, 2005. Estudos apontam prós e contras para o uso medicinal do vinho. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/904/estudos-apontam-pros-e-contras-para-o-uso-medicinal-do-vinho.htm>. Acesso em: 7 abr. 2020.

Complementos

1 Sistema cardiovascular: O sistema cardiovascular ou sistema circulatório sanguíneo é formado por um circuito fechado de tubos (artérias, veias e capilares) dentro dos quais circula o sangue e por um órgão central, o coração, que atua como bomba. Ele move o sangue através dos vasos sanguíneos e distribui substâncias por todo o organismo.
2 Antissépticos: Que ou os que impedem a contaminação e combatem a infecção.
3 Vasos sangüíneos: Órgãos em forma de tubos que se ramificam por todo o organismo. Existem três tipos principais de vasos sangüíneos que são as artérias, veias e capilares.
4 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
5 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
6 Intestino grosso: O intestino grosso é dividido em 4 partes principais: ceco (cecum), cólon (ascendente, transverso, descendente e sigmoide), reto e ânus. Ele tem um papel importante na absorção da água (o que determina a consistência do bolo fecal), de alguns nutrientes e certas vitaminas. Mede cerca de 1,5 m de comprimento.
7 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!